vendas

Ervideira fechou o ano com faturação a subir 25% e com resultados líquidos de 10%
Alentejo, mercado, vendas

Ervideira fechou o ano com faturação a subir 25% e com resultados líquidos de 10%

Num 2021 desafiante, em que o mercado esteve fechado cerca de três meses e meio, a Ervideira terminou o ano com resultados positivos: a faturação subiu 25% em relação a 2020, e resultados líquidos de 10%. Trata-se de uma evolução positiva dos resultados obtidos no ano anterior, quando a Ervideira registou uma quebra forte de faturação em 2020, na ordem dos 35%, mas mesmo assim com 10% de resultado líquido, em relação à faturação (também). Ervideira fechou o ano com faturação a subir 25% e com resultados líquidos de 10% “2022 é, para nós, um ano prometedor e estamos confiantes de que será o ano da recuperação. A nossa estratégia vai passar por continuar a investir, em inovar, com foco na qualidade dos nossos produtos e na solidez das nossas parcerias. O nosso objetivo passa por, p...
mercado, vendas, Vinhos do Tejo

Vinhos do Tejo com bons indicadores de vendas no primeiro trimestre de 2021

A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) tem vindo a dar nota dos números no que toca à de certificação dos Vinhos do Tejo. A performance tem superado todas as expectativas de crescimento, mesmo em ano de pandemia – aumento de 28% no total do ano, de 2020 face a 2019; e 11% no primeiro quadrimestre de 2021 face a 2020. Dados importantes, que revelam que os produtores estão unidos na promoção conjunta do que melhor se faz no Tejo: a aposta na certificação tem impacto na qualidade dos vinhos, mas também na divulgação dos mesmos, na medida em que a venda dos selos que a CVR Tejo atribui aos vinhos reverte para a promoção. No que toca a venda de vinhos – e, porque certificação é um dado distinto –, são agora conhecidos os dados Nielsen relativos ao mercado nacional e ao prim...
Alentejo, mercado, vendas

Ervideira recupera em 2021 e reforça investimento na área dos vinhos

O ano de 2021 tem sido de recuperação para a Ervideira, com os resultados do primeiro semestre a mostrarem um crescimento de 11% na faturação total face a 2020, mas ainda 26% abaixo de 2019. A contribuir para esta evolução positiva está o crescimento no mercado Português, bem como nos mercados externos. No entanto, o período de encerramento do Turismo e Canal HORECA, e as regras de limitação nestes dois setores, acabaram por limitar o nível dos resultados obtidos na primeira metade do ano. Depois de em 2020 a Ervideira ter registado uma redução de 32% na faturação, conseguindo ainda assim ter apresentado um saldo positivo superior a 100.000€, o ano de 2021 mostra ser de retoma, apesar de ainda longe dos níveis pré-Covid. Ervideira recupera em 2021 e reforça investimento na área dos ...
Alentejo, mercado, vendas

Ervideira com resultados positivos e com os olhos postos no futuro

Num ano em que tudo parou e vimos projetos ficarem em standby, a Ervideira, empresa vitivinícola do Alentejo, fecha o ano de 2020 com 130.000€ de lucro, representando 8% da faturação quando comparado com 2019. Com grande parte do seu negócio a depender do canal Horeca e das lojas próprias (Monsaraz, Évora, Lisboa e a Adega) que no total provocou uma queda de 32% das vendas relativamente a 2019, o sucesso de 2020 esteve no grande exercício de gestão e contenção de custos levado a cabo pela empresa. Ervideira com resultados positivos e com os olhos postos no futuro De acordo com Duarte Leal da Costa, Diretor Executivo da Ervideira, “para estes resultados positivos, contribuiu ainda o trabalho de vendas dos nossos parceiros habituais, bem como de novos parceiros, como clubes de vinh...
mercado, vendas, vinhos de Lisboa

Lisboa vendeu 18 milhões de garrafas no pós-confinamento

Os Vinhos de Lisboa anunciaram resultados recorde nas vendas registadas nos últimos 3 meses – período de pós-confinamento – o correspondente a 18 milhões de garrafas entre junho e agosto.  Estes foram os 3 meses mais fortes de sempre ao nível das vendas desde que há registos, sendo que nos primeiros 8 meses do ano – de janeiro a agosto – as vendas dos Vinhos de Lisboa aumentaram 15% face a 2019. Segundo a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR Lisboa), este crescimento foi suportado por um aumento significativo das exportações para mais de 100 destinos diferentes, liderados por Estados Unidos, Canadá, Brasil, Reino Unido e Escandinávia e com Japão, Coreia do Sul e a Austrália a ganhar força. “Mesmo com todos os imprevistos causados pela pandemia, e que continuam ...
mercado, vendas, vinhos de Lisboa

Vinhos de Lisboa com vendas recorde de 60 milhões de garrafas

A região dos vinhos de Lisboa deverá fechar o ano de 2019 com novo recorde de vendas, que poderá aproximar-se da fasquia das 60 milhões de garrafas de vinho, graças a um crescimento mensal de cerca de 20% ao longo deste ano. “Os vinhos de Lisboa estão a bater todos os recordes, todos os meses, pelo que temos bons motivos para comemorar. Estes resultados são fruto do reconhecimento crescente da qualidade dos nossos vinhos por parte dos consumidores, tanto no mercado interno, como na exportação, cujos principais mercados são os EUA, Brasil, Canadá, Reino Unido e Países Escandinavos,” afirma Francisco Toscano Rico, presidente da CVR Lisboa. O objetivo, segundo Francisco Toscano Rico, é chegar a 2050 como sendo a região mais competitiva de Portugal. Segundo a Comissão Vitiviníco...
black friday, estratégia de marketing, vendas

Black Friday na Adega da Ribafreixo

A Black Friday marca a entrada oficial na época e das compras natalícias e este ano celebra-se a 29 de Novembro. A Ribafreixo assinala este período com uma campanha especial de 20% de desconto. De Sexta- Feira 22 de Novembro a Domingo 1 de Dezembro, a Ribafreixo Wines garante desconto de 20% a todos os que usufruírem de almoços ou jantares no Restaurante da Adega e efetuarem compras na Loja de Vinhos da Adega, na Vidigueira e também na loja do produtor em Loulé. Relativamente à compra de vinhos, os 20% aplicam-se aos packs de Natal e às caixas de vinho de 6 garrafas, sendo que à compra de unidades (1 ou 2 garrafas) será aplicado um desconto de 10%. Se ainda não fez as suas compras de Natal, antecipe-se e aproveite. Desfrute da cozinha apurada da Chef Sónia Sério ...
dão, loja, vendas

Já há uma loja na Quinta de Lemos

A partir de agora, já não há desculpas para não trazer para casa os vinhos Quinta de Lemos, no Dão – ou para os oferecer à sua mãe, agora que o Dia da Mãe se aproxima (ou a quem quiser). A Quinta de Lemos, em Passos de Silgueiros, abriu uma loja ao público no primeiro piso da sua adega. Aqui, pode adquirir toda a gama destes vinhos do Dão, ou levar uma peça decorativa, em cerâmica, feita por Geraldine de Lemos, filha de Celso de Lemos, o proprietário. Há ainda outros artigos, como chapéus de palha perfeitos dias quentes, bonés, T-shirts ou mochilas, que poderá oferecer ou levar como recordação. Mas também poderá usufruir, nesta nova loja, de vinho a copo, naquele que pode tornar-se um ponto de encontro entre amigos enófilos. “Esta loja corresponde a um pedido antigo de muitas p...
vendas, vinho do porto

Portos Vintage 2016 da Symington registam procura muito elevada

Após a decisão de declarar o Porto Vintage 2016, a Symington Family Estates tem vindo a registar uma elevada procura para estes vinhos. A família tem realizado, desde o mês de maio, provas de apresentação que, além de Portugal, já passaram por países como Estados Unidos da América, Reino Unido, Hong Kong e Holanda, e permitem fazer perspetivas de venda muito positivas. A Symington prevê vender a totalidade dos Porto Vintage 2016, que disponibilizou na sua campanha en primeur, antes da conclusão da mesma, no dia 31 de julho.No seguimento da apresentação dos Portos Vintage 2016, no dia 24 de maio, aos clientes da PORTFOLIO – a distribuidora das marcas Symington em Portugal – foram registados pedidos, em apenas duas semanas, para encomendar praticamente a totalidade dos vinhos reservados ao m...
mercado, Península de Setúbal, vendas

Vinhos da Península de Setúbal vendem 40 milhões de euros no mercado nacional

Os dados são da consultora AC Nielsen e apontam para um aumento, no ano móvel Outubro 2013/Setembro 2014 comparativamente ao ano móvel homólogo anterior, de 1,6% em volume e 2,6% em valor do consumo de vinhos da Península de Setúbal no mercado nacional. A região da Península de Setúbal consolida desta forma a terceira posição no top das preferências dos consumidores portugueses, contando com uma quota de mercado de 12,5% nos vinhos com Denominação de Origem e Indicação Geográfica (Moscatel de Setúbal, Moscatel Roxo de Setúbal, Palmela e Península de Setúbal), que valeu neste até ao final do mês de Setembro, 39,95 milhões de euros.O crescimento dos Vinhos da Península de Setúbal deve-se ao consumo em casa através da compra nos canais super, híper, lojas e discounts (INA+LIDL), que contou co...
douro, mercados, Notícias, vendas

Vendas DOC Douro ultrapassam os 100 milhões de euros

Os vinhos DOC Douro fecharam 2013 com um valor de vendas superior a 100 milhões de euros (101, 8M€), mais 12,2 por cento do que no ano anterior. Nove dos dez principais mercados cresceram em volume de negócios, com Portugal na liderança seguido pelo Canadá e Angola. No total, a comercialização dos DOC Douro cresceu, além do valor, quer em quantidade, com um aumento de 9,7 por cento, quer ao nível do preço por litro, que registou uma subida de 2,3 por cento. A quota de exportação manteve-se acima dos 40 por cento (40,9% em valor e 40,1% em quantidade). Os DOC Douro tintos continuam a deter a maioria do mercado, com quase 80 por cento (79,2%).No âmbito dos dez principais mercados, o francês, que ocupa a 9ª posição, foi o que mais cresceu na generalidade com um aumento do volume de negócios s...
enoturismo, opinião, vendas

A importância do Turismo na venda de vinhos

(Photo credit: Wikipedia)O Turismo é uma actividade fulcral, não só por aquilo que representa, mas também como um importante "parceiro" para a venda de vinhos. É diminuta a percentagem de pessoas que se desloca unicamente para provar ou conhecer vinhos, sendo esta uma das razões porque as rotas de vinhos, na generalidade dos casos não funcionam, ou funcionam mal. O Turismo aliado ao Vinho, também conhecido como Enoturismo acrescenta potencial e valor aos vinhos e ao próprio turismo. Eventos como provas, visitas à propriedade ou a atracções próximas, actividades no local, criação de roteiros pedestres (ou outros) ou até um Museu do Vinho, são formas de potenciar as duas actividades, como forma de atingir o objectivo final, vender mais, obter mais notoriedade, obter reconhecimento por parte ...