estudo

Os 4 E´s no canal online de produtos vinícolas
estudo, investigação, opinião

Os 4 E´s no canal online de produtos vinícolas

O canal online é o presente e o futuro do comércio. O setor vitivinícola está a desenvolver uma dinâmica de mercado muito interessante neste canal. Em Portugal, os números indicam um crescimento na adesão à venda online das empresas de 90% e um aumento de 25% na recorrência de vendas online, o que significa que em média cada português realiza 20 compras online por ano (SAPO, 2021). Apesar de ser ainda um valor reduzido, cerca de 19% dos portugueses com idades compreendidas entre os 16 e os 74 anos realizaram compras online em produtos alimentares ou bebidas (INE, 2020). No que diz respeito aos consumidores online de vinhos, os números indicaram que em 2020 a percentagem de consumidores que compraram vinho online foi de 7%, sendo que em 2019 apontavam 5% (Martins, 2021). No ano 2017...
estudo, mercado

Evento inédito debate “O Mercado Americano dos Vinhos: Realizar o Potencial de Portugal”

A AESE, a AmCham Portugal – Câmara de Comércio Americana e o Knowledge partner PwC apresentaram, a 3 de fevereiro de 2022, o estudo “O Mercado Americano dos Vinhos: Realizar o Potencial de Portugal”, num encontro que reuniu dirigentes e empresários de referência do setor. Com o objetivo de dinamizar as relações luso-americanas no ecossistema vitivinícola, os participantes começaram a tarde de trabalho com a discussão do caso de Harvard "Concha y Toro", conduzida pelo Prof. José Ramalho Fontes, o responsável da AESE pelo projeto CV3 – Criar Valor para a Vinha e para o Vinho. Um evento inédito “em 25 anos da minha atividade do setor dos vinhos” Identificado o problema desta conhecida empresa chilena de vinhos, trabalhado por todos individualmente e em grupo, foi altura do Professo...
estudo, mercado

Procura de vinho em Portugal dispara 75% com 2º confinamento

O consumo de vinho em Portugal disparou 75% entre 15 de janeiro e 4 abril de 2021 – correspondente ao 2º confinamento – face ao período de 27 de outubro de 2020 a 14 de janeiro de 2021, com o vinho do porto a crescer 135%, o vinho branco 113% e o vinho tinto 64%, revela o Kuanto Kusta (KK) numa análise à procura de bebidas alcoólicas e produtos mais vendidos. Ficou a saber-se que, com o início do confinamento deste ano, a média de preço dos vinhos mais procurados rondou os €10 e a pesquisa de vinhos especiais (vintage, edição limitada) aumentou, sendo que os vinhos tintos são os mais populares, embora o tipo de vinho com maior procura tenha sido mesmo o Vinho do Porto. Procura de vinho em Portugal dispara 75% com 2º confinamento “A maior parte do utilizadores do KK que procuram e...
análise, dão, estudo

CVR Dão desenvolve estudo sobre estimativa de incerteza em resultados de análise sensorial

A Comissão Vitivinícola Regional do Dão anuncia a publicação de um estudo na prestigiada revista internacional “Ciência e Técnica Vitivinícola”, que vem permitir o cálculo da estimativa da incerteza de medição, associada ao resultado de Análise Sensorial. O presente estudo vem permitir dar cumprimento integral aos requisitos da norma NP EN ISO/IEC 17025:2018 pela qual a Câmara de Provadores se encontra acreditada, pois que possibilita, de forma inovadora, a apresentação e a estimativa da incerteza nos ensaios sensoriais. CVR Dão desenvolve estudo sobre estimativa de incerteza em resultados de análise sensorial Note-se que este referencial normativo prevê a necessidade de aplicação do conceito de incerteza de medição na avaliação da conformidade e na quantificação do risco associa...
comportamento consumidor, estudo

Católica apresenta estudo sobre impacto do vinho na pandemia

É já na próxima segunda-feira, 26 de abril, às 17h30, que a Universidade Católica no Porto apresenta os resultados do estudo “Consumo de Vinho Durante o Covid-19”, realizado por Paulo Ramos e Maria João Monteiro, investigadores do Centro de Biotecnologia e Química Fina (CBQF) da Escola Superior de Biotecnologia (ESB), em conjunto com a Academy of Wine Business Research. Os resultados serão revelados durante o webinar promovido no âmbito da pós-graduação em Enologia da Escola Superior de Biotecnologia. Católica apresenta estudo sobre impacto do vinho na pandemia As conclusões do estudo resultam do inquérito realizado a uma amostra de 425 pessoas, criteriosamente selecionadas por quotas, para, assim, se conseguir alcançar uma maior representatividade da população portuguesa.  E...
Bairrada, debate, estudo

Bairrada – Conhecer Interpretar e Valorizar

“Bairrada: Conhecer, Interpretar e Valorizar” é o título das Jornadas Técnicas que vão decorrer esta sexta-feira, dia 29 de Novembro, entre as 09h30 e as 17h30, no Biocant Park, em Cantanhede. Um dia dedicado a explanar o conhecimento adquirido e desenvolvido nos últimos três anos, com o foco na vinha e no vinho, em particular no que diz respeito ao espumante. Em debate vão estar temas tão diversos como a caracterização de solos (apresentação de caso prático pelo Instituto Raíz); a identificação e actualização das parcelas vitícolas no território (Geosense); a caracterização das castas Baga, Bical, Cercial, Maria Gomes e Arinto, com base na colheita de amostras de diversos locais da região da Bairrada,  quer do ponto de vista aromático quer do ponto de vista físico-químico e me...
clima, estudo, projeto

Projeto europeu estuda ameaças climáticas no setor agroalimentar

A Sogrape Vinhos foi a anfitriã da 1ª Assembleia-Geral do projeto MED-GOLD, uma iniciativa europeia que que visa identificar as potenciais ameaças das mudanças climáticas para os três principais setores agroalimentares da bacia do Mediterrâneo: a vinha, o olival e o trigo duro. No âmbito desta reunião foi identificada a necessidade de envolver universitários da área agroalimentar no desenrolar dos trabalhos de investigação no sentido de procurar garantir uma disseminação transgeracional do valor das inovações do projeto. Assim, os parceiros do projeto, reunidos em Vila Nova de Gaia, definiram ações concretas para envolver jovens europeus no projeto, seja através de webinários ou escolas de Verão, ou até mesmo através do website do projeto, disponível em https://www.med-gold.eu/. Na análise...
Amorim, estudo, rolha

Rolha de cortiça valoriza preço médio do vinho e é forte argumento de vendas

A análise da evolução de vendas do TOP 100 de marcas premium nos EUA indica que desde 2010, ano em que se iniciou o estudo, foi registado um crescimento de 30% na quota de mercado dos vinhos com rolha de cortiça, o que compara com o registo de 9% observado nos vinhos vedados com vedantes alternativos.Se analisadas as vendas anuais por marca, regista-se um aumento de 7% nos vinhos com rolha de cortiça relativamente ao ano anterior, praticamente duplicando o crescimento global do TOP 100 de marcas premium, na ordem dos 4%.De acordo com os dados da AC Nielsen, o papel da rolha de cortiça na valorização do vinho saiu reforçado no último estudo. Opreço médio dos vinhos com rolha de cortiça foi de $ 12,99, um valor superior em $ 4,09 (+ 46%) ao dos vinhos vedados com vedantes alternativos.Preço ...
estudo, mulheres

40% das compras de vinho já são feitas por mulheres *

40% das compras de vinhos já são realizadas por mulheres. Esta é uma das principais conclusões do estudo “O comportamento de consumo das mulheres no mercado dos vinhos”, realizado por Pedro Guerreiro, responsável pelo curso “Food & Beverage do IPAM.As mulheres consomem vinho menos assiduamente do que os homens mas estão a assumir um papel cada vez mais relevante no mercado dos vinhos. O estudo revela que os vinhos brancos com um perfil leve e frutado e os tintos leves são os preferidos do sexo feminino.O estudo demonstra ainda que a vontade de perceber mais sobre vinho e a possibilidade de o consumir socialmente são fatores apontados como potenciadores do aumento das vendas junto deste target. Relativamente à frequência de compra, mais de metade (56%) adquire vinho pelo menos uma vez p...
estudo, investigação, mercado

Sector dos vinhos em Portugal está pouco orientado para o mercado

O sector dos vinhos em Portugal está «pouco orientado para o mercado» e desconhece as preferências do consumidor, o que o torna mais «vulnerável às investidas» de vinhos estrangeiros, conclui o estudo de um investigador português.Apresentada na semana passada na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, a tese de doutoramento de Paulo Matos Graça Ramos – docente da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Fernando Pessoa – defende que a competitividade do sector nacional dos vinhos depende do investimento num maior conhecimento do mercado e dos gostos dos consumidores.De acordo com as conclusões do trabalho, esta «ineficiência» na orientação para o mercado deixa o mercado nacional de vinhos muito mais «permeável às investidas» comerciais vindas do exterior, sendo disso...
estudo, investigação

Quanto mais difícil de pronunciar o nome de um vinho melhor ele sabe

Estudo revela que quanto mais difícil de pronunciar o nome do vinho, melhor ele sabe ! De acordo com a investigação levada a cabo por Antonia Mantonakis, professora de marketing na Brock University, St. Catharines (Canadá), quando o mesmo vinho é apresentado no mesmo copo, no mesmo ambiente, mas sob 2 nomes diferentes, os consumidores tendem a avaliar de forma mais positiva, o que tem o nome mais difícil de pronunciar.Neste estudo, Antonia Mantonakis utilizou 1 vinho que foi apresentado a um grupo de teste, com dois nomes gregos, Titakis e Tselepou. Este grupo provou os vinhos em questão (que era rigorosamente o mesmo) e no final apontaram o Tselepou (mais difícil de pronunciar, ainda por cima no Canadá), como o que foi mais agradável ao paladar.Esta investigadora forneceu também um questi...
consumidores, estudo, marca

Casal Garcia é a mais "magnética"

No que toca ao sector dos vinhos a marca Casal Garcia, foi considerada, pelo estudo "Brands Magnetic Fields", a marca mais magnética, ou seja, aquela que tem maior capacidade de atracção junto dos consumidores. Este estudo revela apenas uma propensão de preferência, não significando obviamente que seja a mais escolhida. No 2º lugar ficou a marca Monte Velho. Convém referir que apesar de tudo existiu uma grande dispersão nas marcas mencionadas.Comunicação e Marketing no sector dos vinhos e gastronomia