Quinta-feira, Fevereiro 2
Shadow

O Porto secular e o rótulo que é uma brochura

O Atelier Rita Rivotti, especializado em design e branding de vinhos, foi premiado com ouro e prata na última edição do concurso internacional Pentawards, que se realizou no final do ano passado.

Os projetos desenvolvidos – para a Symington e família Serôdio Borges – arrecadaram, entretanto, mais distinções de revelo.

Edição limitada Ilustres Desconhecidos (IDs) da Symington
Edição limitada Ilustres Desconhecidos (IDs) da Symington

A medalha de ouro nos Pentawards foi atribuída pelo trabalho feito na gama Symington IDs e a de prata no âmbito do vinho Serôdio Borges Family, 1836 Port, ambas na categoria de “Beverages” e subcategorias “Wine Collection” e “Fine Wines”, respetivamente.

Está longe de ser a primeira vez que Rita Rivotti traz para casa uma distinção com o cunho Pentawards – em 2021 o reconhecimento foi enorme, com a medalha Platinium a propósito do Vinho do Mar do Monte da Carochinha, colocando o atelier entre os melhores do mundo. O trabalho fez inclusive parte do relatório dos Pentawards com as 10 tendências de packaging para 2022.

Rita Rivotti, já apelidada em Portugal “Sherlock Holmes do vinho”, é conhecida pela investigação que faz antes de criar um conceito. No caso do vinho Serôdio Borges Family, 1836 Port, a criativa mergulhou a fundo no século XIX para descobrir como eram, à data, engarrafados os vinhos. A viagem no tempo, com o apoio do IVDP – Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, e tendo em conta o stock de vinhos do Porto muito antigos deixados pelas gerações idas da família Serôdio Borges, resultou numa ode à imperfeição.

Vinho Serôdio Borges Family, 1836 Port
Vinho Serôdio Borges Family, 1836 Port

Para recriar a tradicional garrafa de vinho do Porto, Rivotti e a equipa conceberam o modelo e depois um molde de gesso. Cada garrafa foi moldada manualmente através de métodos antigos de sopro de vidro. Foram também produzidas ferramentas de ferro para moldar o gargalo usando um processo artesanal e o vidro foi encomendado em Itália.

O resultado foi incrível porque, desta forma, todas ficaram diferentes e cada garrafa é uma peça de arte”, assegura Rivotti.

Conceito diferente foi aquele usado para criar a gama de edição limitada Ilustres Desconhecidos (IDs) da Symington – a imagem distintiva criada pelo atelier vai em linha de conta com os vinhos experimentais e artesanais, séries de pequenas quantidades. Para ilustrar os rótulos, a equipa lembrou-se de usar fotografias do perfil de Instagram de Paul Symington, da 4ª geração da família, por ser um conhecedor do Douro com uma grande sensibilidade a registar a beleza da região. Mas estes não são rótulos tradicionais, antes brochuras que, uma vez retirado o elástico colorido, desdobram-se lentamente para revelar os detalhes de cada vinho.

Ambos os projetos valeram recentemente ao atelier prémios adicionais de importância global, com distinções nas competições “American Graphic Design Award 2022” e “World Brand Design Society 2022/23”, pelo Ilustres Desconhecidos, e ainda a medalha de bronze atribuída pelo Clube de Criativos de Portugal, pelo vinho Serôdio Borges Family, 1836. Além disso, desde 2014 que o atelier é distinguido nos Pentawards, a mais importante competição em design de packaging, fazendo dele um dos melhores na sua área de atuação a nível mundial – são mais de 10 as medalhas em oito anos.

LEIA TAMBÉM:  Portal Grande Reserva Tinto 2019 conquista Grande Medalha de Ouro no Concurso Crédito Agrícola

Os Pentawards são a distinção internacional mais importante na área do design de packaging e a sucessão de prémios ao longo dos anos solidifica a consistência do trabalho desenvolvido pelo Atelier Rita Rivotti, que estuda minuciosamente cada projeto. A edição mais recente dos Pentawards contou com um júri composto por mais de 50 membros oriundos de 20 países, incluindo representantes de marcas internacionais e diretores criativos de grandes empresas. Desde 2007, ano de fundação desta distinção, já foram submetidas mais de 20 mil inscrições vindas de 64 países ao redor do mundo.

Rita Rivotti
Rita Rivotti

Somos a referência nesta área em Portugal, não só porque fomos os primeiros a dedicarmo-nos exclusivamente a este mercado como pela carteira de clientes que fomos juntado e com quem temos aprendido muito acerca deste maravilhoso mundo”, assegura Rivotti.

Rivotti, a mente criativa que dá nome ao bem-sucedido atelier, sempre se sentiu tentada pelo mundo artístico, mas foi nos campos agrícolas que deu os primeiros passos – estudou Engenharia Agronómica na UTAD, em Vila Real. Terminado o curso trabalhou em finanças e dedicou-se mais tarde ao papel de mãe a tempo inteiro.

O Atelier Rita Rivotti existe desde 2000, tempo suficiente para ajudar a criar e a alavancar as marcas de vinho com maior notoriedade em Portugal, do já icónico Tyto Alba, da Companhia das Lezírias, ao Vicentino, nascido na Costa Alentejana.