Quinta-feira, Fevereiro 2
Shadow

Herdade das Servas lança trio de monocastas de 2017

O produtor Luís Serrano Mira – proprietário da Herdade das Servas, em Estremoz, no Alentejo; e da Casa da Tapada, em Amares, nos Vinhos Verdes – brinda os aficionados dos seus vinhos com um trio de tintos da marca Herdade das Servas, que em comum têm o ano de 2017:  Petit VerdotTouriga Nacional e Alicante Bouschet.

A chegarem ao mercado, vão estar disponíveis em garrafeiras, lojas da especialidade e restaurantes de Norte a Sul do país e ilhas.

Herdade das Servas lança trio de monocastas de 2017
Herdade das Servas lança trio de monocastas de 2017

Neste ano de apresentação de novidades, estes vinhos vêm completar a trilogia de monocastas de 2017, sendo feitos com variedades plantadas na Vinha das Servas, situada junto ao edifício da adega, sede e enoturismo, ali mesmo às portas de Estremoz. Com enorme potencial gastronómico, são vinhos para harmonizar com carnes vermelhas, caça, queijos intensos e enchidos. Pela sua acidez e complexidade, apontam para uma longevidade esperada entre os 20 e os 30 anos. Estão todos à venda em garrafas standard e magnum.

Herdade das Servas
Herdade das Servas

Na adega, o processo de vinificação do Herdade das Servas Petit Verdot tinto 2017 começa com selecção das uvas em mesa de escolha, seguida de maceração a frio e fermentação em lagares de mármore, com controlo de temperatura, e pisa. Concluída a fermentação malolática, o vinho estagiou durante 12 meses em barricas de carvalho francês, de segundo e terceiro anos. Após o engarrafamento, repousou em garrafa, durante 24 meses. Um tinto límpido e cor vermelho-violeta profundo, que denota aromas a menta, bagas silvestres, hortelã e chocolate. Na prova, é complexo, mineral, elegante e com um final fresco e persistente.

O Herdade das Servas Touriga Nacional tinto 2017 é a nona colheita desta referência – 2003, 2004, 2005, 2006, 2008, 2013, 2015 e 2016 –, mantendo-se fiel ao processo de vinificação e estágio. As uvas são seleccionadas e desengaçadas, seguindo-se um processo de maceração pré-fermentativa. A fermentação ocorre em lagares de mármore e cubas de inox, com controlo de temperatura. Concluída a fermentação malolática, estagia em barricas de carvalho francês e americano, durante 12 meses, seguindo depois para a cave, para 24 meses de repouso – ganhando alma e identidade! Límpido e com uma cor vermelho-violeta profundo, exalta aromas de groselha, amora, figo, chocolate, pimenta e notas florais de violeta. No paladar, é complexo, volumoso, fresco e elegante, a revelar notas fumadas, taninos ricos e um final persistente.

LEIA TAMBÉM:  Portal Grande Reserva Tinto 2019 conquista Grande Medalha de Ouro no Concurso Crédito Agrícola

Com o mesmo processo de vinificação do Touriga Nacional, o Herdade das Servas Alicante Bouschet tinto 2017 iguala o tempo de estágio, mas difere na idade das barricas – também de carvalho francês –, aqui de terceiro e quarto anos. Um tinto límpido, de cor vermelho-violeta profundo, aromas de ameixa, amora e cacau, conjugadas com notas florais. No palato, apresenta-se complexo, estruturado, fresco e volumoso, com notas fumadas, taninos ricos e um final persistente, a adivinhar um bom potencial de envelhecimento.

Informações Técnicas

Herdade das Servas Petit Verdot 2017

PVP: €17,50 • Alc.:14,5% • Acidez Total: 6,8g/l • Açúcar Residual: 0,3g/l • pH: 3,16

Herdade das Servas Touriga Nacional tinto 2017

PVP: €17,50 • Alc.:14,5% • Acidez Total: 5,1g/l • Açúcar Residual: 0,6g/l • pH: 3,73

Herdade das Servas Alicante Bouschet tinto 2017

PVP: €17,50 • Alc.:15,0% • Acidez Total: 5,1g/l • Açúcar Residual: 0,6g/l • pH: 3,77