Terça-feira, Novembro 29Bem vindo(a) #winelover 😀

Pizzaiolos e Vinhos do Porto e Douro em harmonização no World Stars Pizza & Port Wine

Será possível juntar os melhores pizzaiolos do mundo e alguns dos melhores Vinhos do Porto e do Douro portugueses num mesmo evento?

Sim e vai acontecer já no próximo dia 16 de novembro na segunda edição do World Stars Pizza & Port Wine, que irá decorrer no Palácio da Bolsa, no Porto.

Antonio Mezzero
Antonio Mezzero

O evento é organizado por Antonio Mezzero e quer mostrar como dois patrimónios da UNESCO podem ser harmonizados e dar origem a um produto de excelência.

É o crème de la crème da arte do pizzaiolo napolitano, desde 2017 classificada pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade, e vai marcar presença no Palácio da Bolsa para responder ao desafio de Antonio Mezzero.

Harmonizar vinhos do Porto ou Douro de 14 reputadas marcas portuguesa com pizzas originais e capazes de desafiar o palato dos membros do júri.

Pizzaiolos e Vinhos do Porto e Douro em harmonização no World Stars Pizza & Port Wine
Pizzaiolos e Vinhos do Porto e Douro em harmonização no World Stars Pizza & Port Wine

Um evento que conta com o apoio do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto e da Câmara Municipal do Porto.

António Mezzero, campeão mundial de pizza nascido em Nápoles, mas também com cidadania portuguesa, é o grande impulsionador do evento. “Este é um verdadeiro campeonato do mundo de pizza, com participantes de todos os continentes, rigorosamente selecionados e que melhor dominam todas as técnicas da arte de fazer pizza”.

O pizzaiolo napolitano, com restaurante em nome próprio em Matosinhos, acrescenta que “ao contrário do que muitas vezes acontece em outras competições, os participantes são mesmo naturais dos seus países”.

A primeira edição realizou-se sob a denominação de All Stars Pizza, mas tendo em mente a internacionalização do evento, esta segunda edição denomina-se World Stars Pizza & Port Wine.

All Stars Pizza - 1ª edição
All Stars Pizza – 1ª edição

Portugal, Alemanha, Argentina, Austrália, Brasil, Colômbia, Itália, Espanha, França, Estados Unidos da América, Suécia, Sérvia, Japão e Porto Rico são os países representados, que mostrarão as suas criações a um júri que avaliará as pizzas em três diferentes categorias: «Vinho do Porto», «Vinho do Douro» e «Arte do Pizzaiolo». De entre os 14 concorrentes iniciais ao World Stars Pizza & Port Wine, sete serão selecionados para passar à fase final, sendo que serão premiados os primeiros três classificados de cada categoria.

Esta parceria entre António Mezzero e o Instituto dos Vinhos do Douro e Porto começou em meados de 2017, quando o chef pizzaiolo foi desafiado a criar pizzas que harmonizassem na perfeição com vinho do Porto. Um ‘casamento’ aparentemente pouco provável, mas que resulta bastante bem, provando-se assim que o vinho do Porto é muito versátil e polivalente, até pela forma como ao longo do tempo se soube reinventar, tendo as novas categorias contribuído para essa diversificação do consumo.

LEIA TAMBÉM:  Mesa de Lemos distinguida duplamente com estrelas Michelin

O evento, bienal, teve a sua primeiro edição em 2018 e ficaria interrompido pela situação pandémica, regressando este ano em força, tendo garantida cobertura internacional por cadeias de televisão de referência dos respetivos países.

O norte-americano Tony Gemignani e o búlgaro Radostin Kiryazov foram os grandes vencedores da primeira edição deste evento. O pizzaiolo dos EUA foi o vencedor na categoria de Vinhos do Porto ao harmonizar a sua pizza com um Croft Old Tawny.

Já o pizzaiolo dos balcãs distinguiu-se na categoria de Vinhos do Douro, ao harmonizar a sua pizza com o vinho Quinta da Pacheca Grande Reserva Tinto Touriga Nacional 2015.

O sorteio realizado no passado dia 18 de outubro, na Niepoort, em Vila Nova de Gaia, e onde estiveram presentes representantes de todas as marcas, ditou já as equipas de pizzaiolos e produtores que subiram ‘ao palco’ do World Stars Pizza & Port Wine. São eles:

1 – Pedro Almeida (Portugal) – Burmester

2 – Takumi Tachikawa (Japão) – Quinta das Lamelas

3 – Gianni Calaon (Itália) – Sandeman, Casa Ferreirinha

4 – Will Grant (Estados Unidos da América) – Poças

5 – Eric Riem (França) – Casa Ferreirinha

6 – Ali Chahrour (Suécia) – Quinta do Vesúvio

7 – Tobias Kühnle (Alemanha) – Quinta da Pacheca

8 – Giovani Hernandez (Colômbia) – Alves de Sousa

9 – António Martos (Espanha) – Altano, Graham’s

10 – Jaqueson Dichof (Brasil) – Ramos Pinto

11 – Pablo Gil (Argentina) – Niepoort

12 – John Lanzafame (Austrália) – Wine & Soul

13 – Wilhelm Rodrigues (Porto Rico) – Quinta do Vallado

14 – Goran Abramovic (Sérvia) – Niepoort