Sexta-feira, Dezembro 2Bem vindo(a) #winelover 😀

Taylor’s lança Very Very Old Tawny Port

A Taylor’s anuncia o lançamento do Very Very Old Tawny Port, o último de uma série de edições limitadas de excecionais e muito raros vinhos do Porto.

“Provar o Very Very Old Tawny Port da Taylor’s é um privilégio raro. Extraído do tesouro de vinhos muito velhos que envelhecem silenciosamente nas caves Taylor’s, este vinho do Porto confirma o lugar da Taylor’s como líder na produção dos melhores vinhos do Porto muito velhos. Estamos muito felizes por partilhar com os apaixonados de vinho do Porto esta obra-prima do envelhecimento em casco.”

Adrian Bridge, Director Geral da Taylor’s
Taylor's lança Very Very Old Tawny Port
Taylor’s lança Very Very Old Tawny Port

“O Taylor’s Very Very Old Tawny Port representa o legado do saber ancestral passado de uma geração para a seguinte; a competência da experiente equipa de tanoeiros da Taylor’s, que construíram os cascos e asseguraram a sua manutenção ao longo dos anos; a experiência da equipa de cave, que cuidou do vinho durante a sua longa viagem no tempo; e a arte dos provadores, que garantiram a sua excecional harmonia e finesse.”

David Guimaraens, enólogo da Taylor’s

Este excelente vinho é um dos lotes mais antigos lançados até hoje. Elaborado a partir de uma seleção de vinhos raros envelhecidos nas caves Taylor’s, alguns dos quais desde antes da Segunda Guerra Mundial, que atingiram uma concentração que faz deles uma quintessência mágica.

Taylor’s Very Very Old Tawny Port
Taylor’s Very Very Old Tawny Port

O Taylor’s Very Very Old deve ser servido após uma refeição e lentamente apreciado como uma sobremesa por direito. No entanto, dada a sua incrível frescura, acidez pungente e concentração, também combinará muito bem com figos secos, amêndoas, leite creme ou morangos silvestres. A temperatura de serviço recomendada é entre os 12 e os 16ºC.

Taylor’s Very Very Old Tawny Port
Taylor’s Very Very Old Tawny Port

O Taylor’s Very Very Old Tawny Port está apresentado num elegante decanter, numa luxuosa caixa de madeira. Foram produzidas 3.000 unidades que vão estar disponíveis em lojas da especialidade já em outubro com o pvp recomendado de 900 €.

Notas de prova:

Castanho profundo no centro, desvanecendo-se gradualmente para âmbar, exibe um bordo estreito cor palha pálida. A idade deste excecional vinho do Porto é imediatamente evidente. Representa o ápice do que o longo envelhecimento em madeira pode alcançar, especialmente quando a habilidosa arte do lote confere definição, proporção e harmonia. O vinho tem a precisão e complexidade do movimento de um relógio, todos os seus complexos elementos trabalham em conjunto e harmonia. O nariz é intenso, mas finamente constituído e os aromas notavelmente delicados e etéreos devido à sua grande idade.

Taylor’s Very Very Old Tawny Port
Taylor’s Very Very Old Tawny Port

Notas de caramelo, figos secos e café acabado de moer misturam-se com maçapão e sultanas para dar ao vinho um carácter opulento de pudim de ameixa, contudo isso permanece discretamente em pano de fundo e é realçado por notas frescas de casca de laranja e damasco. Apontamentos de baunilha, madeira de cedro e canela proporcionam uma subtil fragrância picante. Na boca o vinho tem um toque leve exibindo uma acidez fresca e um equilíbrio perfeito, mas mantém grandes reservas de aromas que emergem no longo final numa onda suave, aparentemente interminável. Muito poucos vinhos do Porto mantêm este equilíbrio e finesse depois de tantos anos a envelhecer em casco.