Domingo, Outubro 2Bem vindo(a) #winelover 😀

Mais de 100 mil garrafas depois, Ervideira com rutura de stock do Invisível

Depois de ter sido apresentado a 1 de abril, como já é tradição, a Ervideira acaba de anunciar que esgotou o stock do vinho Invisível. No total, foram vendidas perto de 110 mil garrafas daquele que é já um vinho de referência a nível nacional e que se tem vindo a dar a conhecer cada vez mais nos mercados internacionais.

O Invisível, “blanc de noir” produzido pela Ervideira desde 2009, conta com um total de 13 edições.

Mais de 100 mil garrafas depois, Ervideira com rutura de stock do Invisível
Mais de 100 mil garrafas depois, Ervideira com rutura de stock do Invisível

Quando foi lançado pela primeira vez foram disponibilizadas 9.000 garrafas para o mercado. A produção tem vindo a aumentar, graças aos vários investimentos da empresa em plantar novos hectares de Aragonez – casta que dá vida a este vinho – tendo, na sua 13ª edição, em 2022, produzido mais de 100.000 garrafas. Contabilizando as 13 edições, a empresa ultrapassa as 750 mil garrafas de Invisível produzidas.

“Tínhamos grandes expectativas para este ano com o Invisível, mas não esperávamos uma rutura de stock cerca de cinco meses depois. Ainda antes da apresentação, a 1 de abril, já tínhamos vários pedidos, garantindo desde logo a venda de 25.000 unidades”, refere o Diretor Executivo da Ervideira.

Sem mais garrafas de Invisível disponíveis, Duarte Leal da Costa olha agora para o futuro: “há sempre um risco que se corre ao fazer projeções, sobretudo antes das vindimas, mas para 2023 o nosso objetivo será produzir 125.000 garrafas de Invisível, pois a produção na vinha, vai limitar-nos a produção em adega”.

Duarte Leal da Costa
Invisível
Invisível

A performance do Invisível no mercado contribuiu para que no primeiro semestre de 2022, a Ervideira registasse 1,2 Milhões de Euros de faturação, um crescimento de 30% em relação à média dos últimos seis anos. Este valor supera ainda o total atingido em períodos homólogos nos seus melhores anos: 2018 e 2019.