Domingo, Outubro 2Bem vindo(a) #winelover 😀

Herdade do Rocim une produtores de vinhos de talha num roteiro turístico

A ideia de avançar com o Amphora Wine Tour entre a Vidigueira e Cuba concretizou-se este verão e parte da Herdade do Rocim em direção a vários produtores que têm feito dos vinhos de talha a sua forma de estar, sendo já uma das atividades de enoturismo que mais procura tem tido por parte dos visitantes da Herdade do Rocim.

Herdade do Rocim une produtores de vinhos de talha num roteiro turístico
Herdade do Rocim une produtores de vinhos de talha num roteiro turístico

Há mais de 2 mil anos que o vinho de talha conta a história da Região do Alentejo e é por isso que, personalizado ao gosto de quem procura, em grupos grandes ou mais pequenos, o Amphora Wine Tour entre maio e julho já foi percorrido por dezenas de curiosos em conhecer esta arte milenar. 

Honrado Vineyards, Gerações da Talha, XXVI Talhas são alguns dos pontos de passagem obrigatórios, mas a visita celebra, acima de tudo, o terroir e a cultura que dá origem ao vinho de talha português.

O programa é abrangente, interativo e delicioso.  A apenas duas horas de lisboa e quatro do Porto, os visitantes acedem ao mundo dos vinhos de talha enquanto apreciam a gastronomia alentejana. Das provas de vinhos, às harmonizações com os menus vínicos às buchas alentejanas, ou com as tábuas alentejanas, às experiências nas vinhas, às atividades para grupos, a atividade lançada esta estação pela Herdade do Rocimé para continuar”.

Com valores que oscilam entre os 95,00 e os 125,00 euros por pessoa, dependendo do número de participantes, as marcações podem ser feitas através de: enoturismo@herdadedorocim.com

Pedro Ribeiro, enólogo e diretor geral da Herdade do Rocim, adianta que “estando na região com maior tradição do vinho de talha em Portugal, na Vidigueira, onde se produz este vinho há mais de 2.000 anos, acreditámos que faz todo o sentido organizar eventos que celebrem o uso de ânforas. Acreditamos que há aqui um extraordinário potencial para dar ao mundo do vinho e os números têm-nos mostrado isso mesmo”.