Segunda-feira, Novembro 28Bem vindo(a) #winelover 😀

Beatriz Machado vence Prémio de Melhor Profissional nos prémios da APENO

Beatriz Machado, diretora do Departamento de Marketing e Turismo da Niepoort, foi distinguida com o Prémio de “Melhor Profissional” das caves Niepoort pela Associação Portuguesa de Enoturismo (APENO), que celebrou dia 17 de junho a sua primeira edição anual de prémios, no Hotel Altis, em Lisboa.

Beatriz Machado venceu na categoria de “Melhor Profissional”, também pelo contributo que teve na conceção do projeto de enoturismo da Niepoort em Gaia, aberto em 2021.

Beatriz Machado vence Prémio de Melhor Profissional nos prémios da APENO
Beatriz Machado vence Prémio de Melhor Profissional nos prémios da APENO

As caves da Niepoort em Vila Nova de Gaia concentram 150 anos de vida dedicada ao vinho do Porto e à história da Casa. Mais do que um enoturismo, este espaço, que Dirk Niepoort apelida de “templo”, mantém uma aura de sagrado. Durante anos, era para aqui que ele rumava religiosamente ao domingo para passear e escutar o silêncio, entre tonéis, balseiros, teias de aranha e chão de terra – que propositadamente ali se mantêm. Neste local, na Rua Serpa Pinto, o tempo pára e os vinhos continuam a envelhecer sem pressa.

Das dez categorias a concurso no prémio da APENO, estes foram os galardoados: Melhor Enoturismo de Portugal (Herdade da Malhadinha Nova); Melhor Profissional (Beatriz Machado, pelas Caves Niepoort); Melhor Estadia (Herdade da Malhadinha Nova); Melhor Restaurante (Torre de Palma by Miguel Laffan); Melhor Chef de Cozinha (Pedro Lemos – Symington); Melhor Sommelier (Sérgio David Marques – Madeira Wine Company); Melhor Sala de Provas (Taboadella); Melhor Empresa Turística (Winen’Route); Melhor Projecto Inclusivo (Adega Mayor); e Melhor Projecto Sustentável (Casa da Passarella).

Do painel de mais de 250 jurados fizeram parte reconhecidos jornalistas do vinho e do turismo, entidades oficiais do vinho e do turismo, chefes de cozinha e sommeliers, e associados da APENO – a única associação dedicada exclusivamente ao enoturismo português.

Em 2022, a Niepoort celebra 180 anos de vida”, conta Beatriz Machado, directora do departamento de Marketing e Turismo da Niepoort desde janeiro de 2021. “Acreditamos que o enoturismo é uma ferramenta essencial para promover os vinhos portugueses no mundo. Foi assim que ganhou fôlego a abertura ao público das caves da Niepoort em Serpa Pinto (Gaia), onde a autenticidade e a riqueza desta História se respiram de forma única”, explica. “É um olhar diferente sobre o enoturismo, intimista e marcante.”

Descomplicar e desmistificar o vinho português e elevar a sua reputação no mundo tem sido a missão da vida de Beatriz Machado, que se licenciou e mestrou na Universidade de Davis, na Califórnia, em Ciências da Viticultura e Enologia, onde também deu aulas.

LEIA TAMBÉM:  Sociedade Vinícola de Palmela reforça aposta no enoturismo com programas para todos os paladares

No hotel vínico de luxo The Yeatman, de que foi a primeira diretora de vinhos, geria uma cave com 29 000 garrafas, e selecionava e comprava vinho a mais de 85 produtores, nacionais e internacionais. No Museu do Vinho e na “Wine Experience”, no complexo cultural “World of Wine”, investiu quatro anos da sua vida com o objetivo de posicionar o vinho português a nível mundial.

Na Casa Niepoort desde 2021, teve como primeiro objetivo, no recém-criado departamento de marketing e turismo, criar uma proposta de enoturismo diferenciado com muita qualidade, nas caves históricas da Niepoort em Gaia. 

Entrar nas caves de enoturismo da Niepoort é viver as sensações de um universo criado por seis gerações de produtores de vinho de forma única.