Alentejo Lançamentos vinhos

Novas colheitas Herdade Grande celebram 25 anos do rótulo clássico da Vidigueira

Herdade Grande Clássico Tinto 2019, Herdade Clássico Branco 2021 e Herdade Grande Viosinho 2020 já estão disponíveis. O icónico rótulo da casa da Vidigueira renova-se um quarto-de-século depois.

O rótulo Herdade Grande foi lançado, pela primeira vez, em 1997, quando António Lança engarrafou os primeiros vinhos e se instituiu como um dos primeiros produtores do Baixo-Alentejo. Um projeto que veio a tornar-se uma referência, pela expressão genuína e ousada dos vinhos nascidos na centenária propriedade da Vidigueira, onde a família Lança se estabeleceu em 1920. Agora, em 2022, o momento de chegada das novas colheitas ao mercado assinala o quarto-de-século deste rótulo icónico!

Os vinhos da Herdade Grande estão de volta e celebram os 25 anos da marca alentejana. 

Novas colheitas Herdade Grande celebram 25 anos do rótulo clássico da Vidigueira
Novas colheitas Herdade Grande celebram 25 anos do rótulo clássico da Vidigueira

Herdade Grande Clássico Tinto 2019; Herdade Clássico Branco 2021; e Herdade Grande Viosinho 2020. Estas são as novas referências já disponíveis. Um tinto de perfil alentejano; um branco de lote marcado pela experimentação (integra Roupeiro, Verdelho e Viosinho, além da icónica casta local, Antão Vaz); e um 100% Viosinho, em tributo a uma variedade que revela uma particular adaptação ao terroir Herdade Grande na Vidigueira.

No geral, são vinhos sobretudo marcados pela elegância e frescura. E são os vinhos que fazem a casa, porque revelam uma Herdade Grande de perfil genuíno, sedutor; e porque se impõem sempre, em qualquer carta de vinhos, enquanto escolha segura e diferenciadora”, explica a diretora-geral da Herdade Grande, Mariana Lança.  

O nosso objetivo é prosseguir o legado de vinhos que construíram a enorme reputação da propriedade, graças ao historial de consistência, colheita após colheita. São vinhos que expressam a terra onde nascem. O rótulo Herdade Grande é intemporal e vai continuar a revelar a tradição e experimentalismo que sempre caraterizaram este projeto que António Lança construiu de forma pioneira, quando apostou na vinha, nos anos 80, e quando lançou o primeiro rótulo, em 1997”, afirma o enólogo Diogo Lopes. 

Herdade Grande Clássico Tinto 2019 

Notas de prova: Cor intensa e nariz cativante, com notas de especiarias, terra e tabaco, numa rica base de cereja preta, cássis e geleia de mirtilo. Rico, redondo, suculento, na boca oferece cereja preta, frutos vermelhos e notas subtis de caramelo e carvalho doce. A enorme estrutura clássica do tanino e acidez firme persistem até um acabamento picante. 

PVP recomendado: 8.45€ 

Herdade Clássico Branco 2021 

Notas de prova: Límpido e brilhante, de bela tonalidade cítrica, com ligeiros laivos amarelados. No nariz sobressaem aromas de frutos tropicais, complementados por notas cítricas e toque suave a tosta. Redondo no palato, rico na fruta tropical e com breves nuances a mel. Acidez balanceada, boa estrutura e untuosidade, com final fino e persistente. 

PVP recomendado: 8.45€ 

Herdade Grande Viosinho 2020 

Notas de prova: Cor amarelo esverdeado. Aromas de fruta de caroço e pera, a que se juntam nuances de ananás. Palato cremoso, rico, equilibrado por uma acidez vibrante, que denuncia o seu terroir de origem. 

PVP recomendado: 11.45€