Segunda-feira, Novembro 28Bem vindo(a) #winelover 😀

Primum Familiae Vini lança forte mensagem na entrega do prémio de 100.000€

As doze famílias que constituem a Primum Familiae Vini, marcaram recentemente uma forte posição sobre as empresas familiares e sobre o seu compromisso em salvaguardar os valores de família. A ocasião foi a entrega no dia 18 de novembro do prémio ‘Family is Sustainability’ (Família é Sustentabilidade) – no valor de 100.000€ — à família Strick, proprietários da Maison Bernard, o mais antigo ateliê de luthier (instrumentos de cordas) da Europa, conhecido por restaurar vários violinos Stradivarius.

Em nome da PFV, Matthieu Perrin presenteou Jan Strick com ‘Embrace’ — um bronze do escultor inglês de renome, Richard Hudson, e felicitou a família Strick pelo compromisso com a sua arte e pela continuidade familiar.

Primum Familiae Vini lança forte mensagem na entrega do prémio de 100.000€
Primum Familiae Vini lança forte mensagem na entrega do prémio de 100.000€

Paul Symington, Presidente da PFV e em representação das 12 famílias do vinho, afirmou que a PFV não é —como muitos pensam — um arauto da tradição, mas sim, pelo contrário:

Somos os pioneiros, somos os que recusámos extinguir a tocha da empresa familiar. A tentação de vender o negócio às grandes corporações pode ser muito forte e muitos cedem… nós somos aqueles que encontraram razões — que vão alem das estritamente financeiras — para seguir em frente.’

Argumentou que é necessário nutrir ideais mais abrangentes:

Orgulho no projeto familiar ligado ao vinho, uma vontade firme de passarmos as nossas vinhas em melhor estado que as recebemos. Por outras palavras, para agirmos como guardiães de algo maior que nós como indivíduos.’

Citou um estudo da McKinsey que demonstra que uns impressionantes 85% de PNB global é gerado por empresas familiares, apenas 16% fazem a passagem para a segunda geração. Valores como a sustentabilidade e a responsabilidade social têm que ter a mesma equiparação que os objetivos financeiros — se a continuidade familiar é para ter continuidade. Acrescentou que a venda de uma empresa familiar de vinho representa uma perda significativa:

Desaparece uma tradição familiar e com ela a memória dos homens e mulheres que estiveram muitos próximos da terra, que têm a sabedoria de gerações das vinhas e da produção de vinhos… e resulta o esvaziamento da alma e dos vinhos da empresa.’

Concluiu:

Nós na PFV não somos a velha guarda, mas sim a nova guarda’ e expressou a firme vontade da PFV em ser o defensor da excelência do ofício artesanal do vinho e da continuidade familiar.’

Lançado em 2020, o prémio PFV premeia as empresas familiares que demonstram excelência na sustentabilidade, inovação, na defesa das capacidades de artífice e na transmissão bem-sucedida de responsabilidade e compromisso de uma geração para outra. A segunda edição está neste momento na fase de cuidada análise e cinco finalistas serão anunciados em janeiro de 2022. A mais emblemática Empresa Familiar de 2022 será revelada em março de 2022.

LEIA TAMBÉM:  Esporão é reconhecido com o Robert Parker Green Emblem

Para mais informação sobre o prémio, Família é Sustentabilidade, consulte: aqui.