distinção vinhos Vinhos do Tejo

Falcoaria Colheita Tardia 2016 eleito Escolha da Imprensa 2021 

Concurso Grandes Escolhas distinguiu os melhores vinhos do ano, em prova cega.

A Revista Vinho Grandes Escolhas elegeu, em prova cega, o vinho Falcoaria Colheita Tardia 2016, produzido pela Quinta do Casal Branco, da região Tejo, como Escolha da Imprensa 2021, na categoria de brancos, num total de 450 vinhos degustados, entre os dias 3 e 5 de novembro de 2021, por um painel de 31 provadores.

Composto por profissionais de imprensa escrita, rádio, televisão, plataformas digitais e redes sociais, o júri classificou, em ex-aequo, os melhores vinhos do ano 2021 nas categorias de brancos, tintos, rosés, espumantes e fortificados.

Distinguido com o prémio Escolha da Imprensa 2021, entre 50 vinhos brancos, Falcoaria Colheita Tardia 2016 esteve a concurso com “uma amostra significativa do melhor que se faz na produção de vinhos em Portugal”, segundo a Grandes Escolhas, “concorrendo com todos os vinhos portugueses, DOC, IG ou Vinho, devidamente certificados e rotulados que estejam no mercado ou em vias de nele entrar”, esclareceu a mesma publicação.

Falcoaria Colheita Tardia 2016
Falcoaria Colheita Tardia 2016

Para Joana Silva Lopes e Manuel Lobo de Vasconcellos, responsáveis pela equipa de enologia da Quinta do Casal Branco: “a distinção do Falcoaria Colheita Tardia 2016, com o prémio Escolha da Imprensa 2021, é uma conquista na arte de produção de vinhos com identidade única e qualidade reconhecida”.

Falcoaria Colheita Tardia 2016 eleito Escolha da Imprensa 2021 
Falcoaria Colheita Tardia 2016 eleito Escolha da Imprensa 2021 

Produzido pela equipa de enologia composta pelos enólogos Joana Silva Lopes e Manuel Lobo de Vasconcellos, Falcoaria Colheita Tardia 2016 resulta do processo de desenvolvimento do fungo Botrytis Cinérea, também conhecido por “podridão nobre”, ocorrido nas uvas das castas Fernão Pires e Viognier, colhidas bago-a-bago, em solo arenoso de charneca.

Com fermentação em cubas de inox, Falcoaria Colheita Tardia 2016 estagiou dois anos em barricas de carvalho francês para garantir-lhe maior complexidade e longevidade.