ambiente sustentabilidade

José Maria da Fonseca aposta em sistema solar fotovoltaico para poupança energética de 38%

A José Maria da Fonseca reforça o compromisso com a sustentabilidade e a poupança energética.

A José Maria da Fonseca decidiu apostar na instalação de um sistema solar fotovoltaico para autoconsumo, na Quinta da Bassaqueira, em Vila Nogueira de Azeitão, que irá permitir a poupança energética de 38%.

Implementado e gerido pela ENGIE Hemera, este sistema irá também evitar a emissão de 250 toneladas de CO² por ano, que equivalem a 55 hectares de floresta ou à retirada de 139 carros da estrada por ano.

José Maria da Fonseca aposta em sistema solar fotovoltaico para poupança energética de 38%
José Maria da Fonseca aposta em sistema solar fotovoltaico para poupança energética de 38%

Temos vindoao longo dos anos a demonstrar uma crescente preocupação face aos fatores ambientais. Esta preocupação traduz-se na utilização de melhores práticas no tratamento da vinha, numa melhor gestão dos recursos naturais, na sua preservação e conservação. Com esta aposta num sistema solar fotovoltaico, vamos produzir e consumir energia verde, reforçando assim o nosso compromisso com a sustentabilidade e a poupança energética, além de apostarmos na produção de energia própria”, refere Francisco Soares Franco, administrador da José Maria da Fonseca.

Os cerca de 1.134 módulos vão ocupar um terreno com uma área total de 8.500 m², que atingirão uma potência instalada de 521,64 megawatt-pico (MWp), acabando por gerar, em média, uma produção energética anual de 809,41MWh.

Este projeto permitirá à José Maria da Fonseca dar um passo fundamental rumo à transição energética. A aposta vai permitir a esta instalação produzir a sua própria energia verde e obter poupanças consideráveis na fatura energética. Para a ENGIE Hemera, enquanto parceiro para a autonomia energética e descarbonização da JMF, é uma grande satisfação anunciar este projeto como o primeiro sistema para autoconsumo financiado a 100% pela ENGIE Portugal no âmbito de um ambicioso plano de investimentos que vamos fazer na transição energética da economia portuguesa”, sublinha Duarte Caro de Sousa, Diretor-geral da ENGIE Hemera.

A aposta da José Maria da Fonseca em práticas ambientais começou ainda antes do aparecimento das normas ambientais ISO14001, das quais a José Maria da Fonseca foi a primeira certificada no sector.

Desde 1996, a José Maria da Fonseca é certificada na Norma de Qualidade ISO9001 e a partir de 2004 passa a seguir o referencial ISO14001. Também na área da Segurança Alimentar, a José Maria da Fonseca alcançou o estatuto BRC em 2003, tendo em 2012 obtido a Certificação BRC, issue 7 (atualmente o mais avançado standard internacional na área da Segurança Alimentar).

Ainda na vertente ambiental a José Maria da Fonseca mantém práticas sustentáveis inovadoras como a redução de consumos de água, com objetivos e metas anuais, incluindo o tratamento e reutilização de todas as suas águas residuais, para rega dos seus espaços verdes. A empresa não faz por isso descargas da sua Estação de Tratamentos (ETAR) no meio hídrico desde 2007.