ambiente clima sustentabilidade

International Wineries for Climate Action apela à descarbonização do setor vitivinícola

Carta aberta da IWCA, da qual a Symington Family Estates faz parte, apela a todos os presidentes executivos do setor do vinho para que se juntem à descarbonização do setor vitivinícola.

Vinte e dois presidentes executivos e líderes da International Wineries for Climate Action apelam a todos os presidentes executivos do setor do vinho para que se juntem aos seus esforços rigorosos, baseados na ciência, para descarbonizar o setor vitivinícola – e para que começam a trabalhar para um nível zero de emissões até 2050.

International Wineries for Climate Action apela à descarbonização do setor vitivinícola
International Wineries for Climate Action apela à descarbonização do setor vitivinícola

Leia o comunicado de imprensa na íntegra:

Caros Presidentes Executivos do setor do vinho,

A emergência climática é de longe a ameaça mais grave que enfrentamos como viticultores e produtores de vinho. Enquanto líderes mundiais se reúnem este mês na COP26 na Escócia para reafirmar o seu apoio aos compromissos assumidos em 2015 no Acordo de Paris para limitar o aquecimento global, reconhecemos que este é um momento crucial para que a comunidade vitivinícola manifeste o nosso apoio à continuação destes esforços importantes e tomar medidas dentro das nossas próprias empresas.

Sem reduções rápidas e decisivas das emissões, o nosso futuro será definido por níveis de perturbação quase inimagináveis – com consequências devastadoras para as regiões vinícolas que amamos e os vinhos que produzimos para pessoas em todo o mundo.

Embora a magnitude deste desafio exija uma ação global a uma escala monumental, acreditamos que o setor do vinho tem um papel fundamental a desempenhar nos esforços de descarbonização que vão definir a próxima década. Durante demasiado tempo, a sustentabilidade tem sido tratada como um exercício de relações públicas ou de comunicação. A fim de responder aos desafios ambientais que enfrentamos, é necessário trazer a sustentabilidade para o centro das nossas operações.

A forma como respondemos à crise climática pode atuar como um motor de mudança transformacional e uma forma de garantir o futuro não só dos nossos negócios, mas de todo o nosso setor baseado na agricultura. Em suma, esta deve ser a nossa década de ação.

Cada uma das nossas empresas aderiu à International Wineries for Climate Action (IWCA) porque acreditamos ter estabelecido o padrão de excelência para a forma como o produtor de vinho deve medir e reduzir a sua pegada de carbono. A IWCA tem também como papel criar uma voz uníssona que pode pressionar para uma ação mais rápida em toda a cadeia de fornecimento de vinho e uma rede de apoio para a partilha das melhores práticas.

Como não se pode gerir eficazmente o que não se mediu, o núcleo da abordagem da IWCA envolve 1) realizar um inventário anual de ponta a ponta das emissões de carbono que engloba fontes de emissões diretas e indiretas, verificadas por um auditor independente acreditado pela ISO, e 2) comprometer-se com um plano de redução de emissões e demonstrar um progresso consistente, alinhado com metas baseadas na ciência com o objetivo de atingir o nível zero líquido de emissões no máximo até 2050.

Um dos objetivos fundadores da IWCA é desenvolver uma metodologia padronizada para que os produtores contabilizem as emissões anuais de gases de efeito de estufa. Este é um passo fundamental para assegurar que os pequenos produtores e aqueles que se estão a estrear nas medições da pegada de carbono, se possam envolver sem custos proibitivos e requisitos de recursos. A IWCA desenvolveu uma calculadora de gases de efeito de estufa para produtores dos EUA, alinhada com o Protocolo GHG do World Resources Institute e com a norma ISO-14064. O nosso plano é implementar atualizações regionais à ferramenta e torná-la amplamente acessível.

Estamos orgulhosos que a IWCA tenha aderido à campanha da ONU Race to Zero, uma iniciativa global para reunir a liderança e o apoio de mais de 6.200 atores não estatais, empenhados em reduzir as emissões para metade até 2030 e alcançar o nível zero líquido de emissões no máximo até 2050. Coletivamente, estes atores da “economia real” juntam-se a 120 países, que representam quase 25% das emissões globais de CO2 e mais de 50% do PIB. A IWCA foi o primeiro membro da Race to Zero a representar o sector agrícola. Pode ler mais sobre os nossos esforços no nosso relatório anual inaugural aqui.

Estamos confrontados com o imperativo inevitável de que a liderança empresarial é hoje inseparável da liderança climática. Acreditamos que cada um de nós tem a obrigação de fazer o que pode, dentro da nossa esfera de influência, para reduzir as nossas emissões. Acreditamos que o setor do vinho pode ser um farol de esperança e de ação na resposta global à crise climática – e servir de modelo para outros setores. E acreditamos firmemente que a adesão à IWCA é a forma mais eficaz de acelerar os esforços de descarbonização de uma adega individual, e por extensão, a descarbonização da indústria vitivinícola em geral.

Encorajamo-lo a juntar-se a nós.

Atenciosamente,

Amy Prosenjak – Presidente Executivo, A to Z Wineworks
Pedro Ruiz Aragoneses – Presidente Executivo, Alma Carraovejas
Mike Jaeger – Presidente e Presidente Executivo, Cakebread Cellars
Aymeric de Gironde – Presidente Executivo, Château Troplong Mondot
Sam Glaetzer – SVP, Operações Globais e Vendas Internacionais, Constellation Brands
Jen Locke – Presidente Executivo, Crimson Wine Group Ltd.
Vanya Cullen – Director e Proprietário, Cullen Wines
D. Carlos Moro – Presidente, Emina Ribera
Miguel A. Torres – Presidente e 4ª geração, Familia Torres
Mayacamas S. Olds – Director-Geral, Gloria Ferrer Winery
Rafael De Haan – Proprietário, Herència Altés
Suzanne Hunt – Co-Proprietário, Hunt Country Vineyards

Katie Jackson – SVP, Responsabilidade Social Corporativa e Proprietário da 2ª Geração, Jackson Family Wines
Julie Rothberg – Presidente, Medlock Ames
David J. Amadia – Presidente, Ridge Vineyards
David R. Duncan – Proprietário e Presidente Executivo, Silver Oak and Twomey Cellars
Beth Novak Milliken – Presidente e Presidente Executivo, Spottswoode Estate Vineyard and Winery
Rajeev Samant – Presidente Executivo, Sula Vineyards
Rupert Symington – Presidente Executivo, Symington Family Estates
Barbara Wolff – Diretor de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade, VSPT Wine Group
Nick Waterman – Presidente Executivo, Yalumba Family Winemakers
Tiffani Graydon – Presidente Executivo, Yealands Wine Group

Sobre a IWCA

A IWCA foi fundada pela Familia Torres (Espanha) e pela Jackson Family Wines (EUA) em Fevereiro de 2019. A IWCA é um grupo de trabalho colaborativo que aborda as alterações climáticas através de estratégias inovadoras de redução de carbono. O objectivo da IWCA é que todos os membros se comprometam a tornar-se Zero Líquido até 2050 nos âmbitos 1-3, garantindo reduções constantes para atingir metas intermédias até 2030. Ao aderir à campanha Race to Zero das Nações Unidas, a IWCA é um facilitador e campeão dentro das indústrias vinícola e agrícola para criar uma dinâmica e apoio para soluções imediatas que ajudem a aproximar os produtores de vinho e os proprietários de vinhas de se tornarem favoráveis ao clima.

A IWCA está aberta a qualquer empresa vinícola que encare as alterações climáticas como uma ameaça grave. A organização tem três categorias de membros (Requerente, Prata e Ouro) com requisitos que incluem tornar-se Zero Líquido até no máximo 2050, completar um inventário anual de emissões de gases de efeito de estufa auditado por terceiros que engloba os âmbitos 1-3, alimentar as operações de vinificação com energia renovável e demonstrar uma redução constante das emissões de CO2 a partir de um ano de inventário de base, alinhado com a meta global Zero Líquida.

Visite https://www.iwcawine.org/ para saber como a sua adega pode se candidatar a aderir a esta organização.