douro sustentabilidade

IVDP fecha acordo para a sustentabilidade do Douro

IVDP reúne parceiros estratégicos para impulsionar a região. Ciência e tecnologia na linha da frente para desenvolvimento do Douro.

O documento assinado no último dia do congresso prevê a adoção de medidas que combatam problemas como o envelhecimento e a desertificação, ameaça para a sustentabilidade da região, e permite encontrar soluções conjuntas, integradas e coerentes, para o combate global dos problemas atuais.

Este acordo, em forma de Declaração pela Sustentabilidade, representa o compromisso assumido pelos decisores envolvidos, na produção de abordagens estratégicas e políticas, para o “desenvolvimento economicamente viável, ecologicamente correto e socialmente justo”, com elaboração de projetos consistentes com a proteção da região e património, sustentabilidade económica, assim como para preservação da biodiversidade e identidade local.

Professor Gilberto Igrejas, presidente do IVDP
Professor Gilberto Igrejas, presidente do IVDP

O Congresso Douro & Porto – Memória com Futuro decorreu entre os dias 19 e 22 de julho, revelando-se um acontecimento francamente mobilizador da Região Demarcada do Douro e de todo o setor dos vinhos do Douro e do Porto.

O Congresso Douro & Porto – Memória com Futuro contou, para além de 4 conferências plenárias, com 40 comunicações científicas (19 Comunicações temáticas e 21 comunicações orais) distribuídas pelos diversos eixos que orientam o Congresso: território, gentes, vinha, vinho e mercados. Foram ainda apresentados e discutidos 9 comunicação em formato póster.

Este Congresso permitiu trazer ao setor vitivinícola, à Região Demarcada do Douro, a todos os que procuram encontrar mais-valias nesta região, uma oportunidade de se valorizarem profissionalmente, de refletirem sobre a história de quem por aqui passou anteriormente e deixou o seu rasto, de nos apresentarem os seus mais recentes progressos tecnológicos, de poderem discutir as várias posições que aqui serão apresentadas.

Estamos a assegurar o futuro do Douro, a garantir a qualidade do setor vitivinícola, e o desenvolvimento da economia sem esquecer a preservação do património científico, social e cultural”, refere o Professor Gilberto Igrejas, presidente do IVDP, “a aposta na ciência e o envolvimento dos parceiros quer na ligação ao conhecimento, inovação e tecnologia ao território, quer nas cadeias de valor associadas, é vital para o sucesso”.

O Congresso Douro & Porto realiza-se pela primeira vez, e tem uma importante função agregadora e multiplicadora na promoção de soluções de valorização e crescimento da Região Demarcada do Douro, e consequentemente no desenvolvimento de projetos com impacto direto ambiental, económico e social.