enoturismo iniciativa vinhos verdes

Quinta do Hospital reúne Vinhos e História no “Bem-vindo a Monção, o Reino do Alvarinho”

Portas-abertas pela primeira vez para Piqueniques, Jantares e Provas Vínicas.

O enoturismo da Quinta do Hospital abre portas nos próximos fins de semana de 2 a 4 e 9 a 11 de julho, no evento “Bem-vindo a Monção, o Reino do Alvarinho”. A Falua estende o convite para uma visita à sua propriedade histórica em Monção, que remonta ao século XII.

A Quinta do Hospital, propriedade da Falua na Região dos Vinhos Verdes, desenhou uma programação diversificada, a pensar em todos os gostos, disponibilidades e na valorização do melhor que o território tem para oferecer.

Quinta do Hospital
Quinta do Hospital

Neste evento, poderá ficar a conhecer o Barão do Hospital Alvarinho 2020 e o Barão do Hospital Loureiro 2020, os dois vinhos da sua nova marca de Vinhos Verdes, que vêm recuperar a história e as origens da nacionalidade portuguesa.

Barão do Hospital Alvarinho 2020 e Barão do Hospital Loureiro 2020
Barão do Hospital Alvarinho 2020 e Barão do Hospital Loureiro 2020

No que diz respeito às atividades, as sugestões são variadas. Para quem preferir desfrutar da beleza natural da paisagem monçanense, um piquenique, na Quinta do Hospital, nos dias 3 e 10 de julho, entre as 11h30 e as 16h00, será a opção perfeita. Se preferir uma visita noturna, a gastronomia da região e os vinhos da Quinta do Hospital encontram a harmonização ideal nos Jantares Vínicos a realizar, nos dias 3 e 10 de julho, pelas 19h00.

Sem esquecer os amantes do vinho que gostam de aprofundar o seu conhecimento, Antonina Barbosa, diretora de enologia da Falua, estará ambos os fins-de-semana disponível para desvendar os processos dos Vinhos Verdes da Falua e dar a provar os segredos destes néctares, entre as 18h30 e 20h00 de sexta-feira e 11h30 e 13h00 de sábado e domingo, nas Provas Vínicas.

Numa área total de 25 hectares, dos quais 10 são exclusivamente dedicados à produção da casta Alvarinho, a Quinta do Hospital localiza-se num dos maiores e mais impactantes vales do Minho. Uma propriedade totalmente murada com uma casa senhorial – o Solar do Hospital -, com fachada brasonada do século XVI, testemunha o legado que remonta ao século XII, período da História em que D. Teresa terá doado as terras à Ordem Hospitalária de São João de Jerusalém ou Ordem do Hospital, para que os Hospitalários se instalassem no Condado Portucalense.

Estas atividades estão sujeitas a reserva: +351 914 456 659