clima enoturismo sustentabilidade

A transformação do Enoturismo para a Ação Climática

Porto Protocol e Great Wine Capitals lançam debate sobre a transformação do enoturismo para a ação climática. Conversa ocorre no dia 17 de junho às 17:30.

Do Porto para o mundo, a Porto Protocol tem vindo a colocar em cima da mesa o assunto das alterações climáticas na indústria do vinho. Há já um ano que as “Climate Talks by Porto Protocol” continuam a levantar questões, a apresentar boas práticas e acima de tudo a gerar interação e aprendizagem entre os membros desta comunidade crescente a nível mundial, promovendo a mudança de comportamentos na fileira do vinho.

A próxima conversa resulta da parceria com as Great Wine Capitals e alarga o tema da discussão sobre vinho e alterações climáticas à vertente do enoturismo.

A transformação do Enoturismo para a Ação Climática
A transformação do Enoturismo para a Ação Climática

Transformar o Enoturismo para a Ação Climática” é o tema a debate e acontece já na quinta-feira, dia 17 de junho, às 17h30, no zoom live (registo necessário).

À mesa virtual juntam-se os oradores Adrian Bridge, CEO do grupo The Fladgate Partnership & da Fundação Porto Protocol (Portugal); Caro Feely, Co-proprietária e Directora no ChateauFeely (França); e Heidi-Newton-King, Directora de Sustentabilidade na Spier (África de Sul). A moderação ficará a cargo de Catherine Leparmentier, Directora Geral na Great Wine Capitals.

Adrian Bridge traz a sua experiência enquanto líder de várias unidades de enoturismo (Caves Taylor’s, Caves Fonseca, Quinta da Roêda, Quinta do Panascal (Best of Wine Tourism em 2004 pela Great Wine Capitals), The Yeatman Hotel, Vintage House Hotel, e World of Wine) e enquanto membro do Conselho Estratégico do Turismo do Porto e Norte, que tem vindo a integrar na sua visão uma série de princípios orientadores para a resposta às Alterações Climáticas e Neutralidade Carbónica por parte dos empreendimentos turísticos.

Caro Feely falará da sua experiência ao longo de 15 anos como produtora de vinho biológico e biodinâmico e da integração destes valores de produção e práticas ambientais na sua unidade de enoturismo.

Heidi Newton-King partilhará a sua experiência na implementação de uma estratégia de integração dos valores assentes numa visão sustentável da sua organização em toda a operação e em particular na unidade de enoturismo.

A moderação da conversa fica a cargo de Catherine Leparmentier da Great Wine Capitals.

Pretende-se debater como o enoturismo está a lidar com os desafios climáticos e qual o papel que pode desempenhar na sua adaptação e mitigação e discutir as grandes mudanças que o mesmo necessita para enveredar por uma transição verde.

Serão abordadas as exigências e expectativas dos consumidores em relação a este tópico e, de uma forma muito prática, quais são as medidas que têm vindo a implementar para tornar a sua operação de enoturismo mais eficiente e respeitadora do ambiente. A discussão visará também as mudanças fundamentais que este caminho trará para o modus operandi do negócio, quais as barreiras e as oportunidades que daí podem advir e os riscos envolvidos. E como podem os valores da organização no que respeita à produção de vinho ser alinhados com a operação de enoturismo.

O debate, a acontecer via zoom live, exige registo prévio: https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_MiqtuudKRDW_mL90ET2kPQ

As conversas permanecem disponíveis no canal de Youtube e podcast do Porto Protocol.

MODERADORA

CATHERINE LEPARMENTIER – Directora Geral nas Great Wine Capitals

Depois de ter estudado línguas estrangeiras aplicadas a negócios e gestão, Catherine iniciou sua carreira em Bordéus, trabalhando para o governo local francês na consultoria de pequenas e médias empresas no desenvolvimento de seus mercados de exportação.

Após um ano em Zurique (Suíça) para a mesma organização, regressou a Bordéus e começou a trabalhar para a Câmara de Comércio e Indústria de Bordéus, entidade pública cuja missão consiste em apoiar o desenvolvimento empresarial de empresas privadas.

Em 1998, Catherine supervisionou a configuração de uma rede internacional em torno do vinho e, em Junho de 1999, lançou a Great Wine Capitals Global Network. Ainda hoje é responsável pela Rede como sua diretora geral e supervisiona o desenvolvimento da organização, bem como as atividades de marketing e comunicação.

Nos últimos vinte anos, tem trabalhado com muita convicção e energia no desenvolvimento do enoturismo nas vinhas de Bordéus e através das suas atividades com as Great Wine Capitals, tem acumulado valiosos conhecimentos em enoturismo global.

CONVIDADOS

ADRIAN BRIDGE

Mudou-se para Portugal em 1994, com o objetivo de incrementar as marcas de Vinho do Porto Taylor’s e Fonseca nos EUA e no Reino Unido.

Em 1998, foi nomeado Director Geral do grupo Taylor Fonseca, liderando a sua expansão através da aquisição de bens relevantes no sector, nomeadamente as empresas de Vinho do Porto Croft e Delaforce, formando o grupo mais alargado denominado The Fladgate Partnership.

Adrian tem liderado a inovação e a mudança na indústria do Vinho do Porto. Em 2008, criou o Porto rosé, a primeira nova categoria de uma geração, e lançou o segmento super-premium do Vinho do Porto com o notável lançamento do Taylor’s Scion em 2010. Em 2014, expandiu o mercado de ofertas de luxo com uma sequência de Portos Single Harvest com 50 anos.

Adrian Bridge criou o The Yeatman, o primeiro hotel de luxo de classe mundial no Porto. Posteriormente juntou mais duas propriedades icónicas ao portefólio do Grupo, o Vintage House e o Hotel Infante de Sagres. Em 2020 abriu o World of Wine, um grandioso complexo cultural, gastronómico e comercial, sendo também líder e mentor do Porto Protocol, uma iniciativa global para mitigar as alterações climáticas.

CARO FEELY 

Caro Feely é co-proprietária do Chateau Feely, uma propriedade de produção biológica e biodinâmica; é autora e educadora certificada em vinhos. Possui um BCom, um MCom (Economia), WSET L3 e tem 15 anos de experiência em agricultura biológica, vinificação, turismo e redação e mais de 30 anos de experiência em empreendedorismo e gestão de projetos. Caro escreve, fala e lecciona sobre vinhos (www.frenchwineadventures.com) e produz vinhos biológicos, biodinâmicos e naturais no Chateau Feely, em França (www.Chateaufeely.com).

Chateau Feely é líder em vinho biológico, biodinâmico e enoturismo. Foram os vencedores do troféu de Ouro do Best of Wine Tourism para a região da grande Bordéus em 2017, na categoria alojamento e, em 2013, na categoria de práticas ambientais.

Em 2020, lançaram uma nova gama de experiências virtuais que oferecem aos clientes a oportunidade de visitar, provar e aprender sobre os vinhos Feely em qualquer lugar.

HEIDI NEWTON-KING

Incentivada pela intenção da Spier de construir uma cultura baseada em valores sólidos e práticas de negócios sustentáveis, Heidi juntou-se à equipe em 1998. Heidi tem sido o eixo de muitas das parcerias da comunidade de Spier e intermediou várias colaborações de sucesso. Está convencida de que uma mudança radical é possível se todos fizermos as pequenas coisas de forma diferente, a cada dia.

Heidi é estrategicamente responsável pelo departamento de Recursos Humanos e Sustentabilidade do grupo de empresas Spier. Em 2013 transitou para a área de Sustentabilidade após um período de cinco anos a dirigir as operações de lazer na Spier.

Tem mais de vinte anos de experiência em Recursos Humanos e Negócios, principalmente nas indústrias de serviços financeiros e turismo. Antes da Spier, Heidi trabalhou na Hollard Insurance Company por sete anos. Concluiu seu mestrado em sustentabilidade na Ashridge Business School no Reino Unido em 2016.

Atualmente, Heidi é vice-presidente do conselho de curadores da Conservação WildTrust em Kwa Zulu Natal e preside o conselho do Instituto de Sustentabilidade com base em Lynedoch, Stellenbosch.