Bairrada distinção vinhos

Bloomberg elogia três vinhos da Bairrada em artigo sobre Portugal

Bairrada em destaque em lista de 15 vinhos que custam até 25 libras e valem o dobro.

Os vinhos de Portugal estão a desbravar cada vez mais terreno no que toca à presença e notoriedade nos mercados internacionais. Na semana passada, a famosa agência de notícias Bloomberg dedicou um artigo aos nossos néctares.

Com o título ‘Bottles of Wine Under $25 That Taste as if They Cost Twice That’, o autor Elin McCoy destacou quinze vinhos que custam menos de 25 libras, no Reino Unido, e que elogia porque considera que valem o dobro.

Vinhos da Bairrada destacados na Bloomberg
Vinhos da Bairrada destacados na Bloomberg

Vinhos emocionantes e com caráter autêntico, entre os quais estão três vinhos da Bairrada, dois brancos e um tinto: ‘Arco d’Aguieira branco 2017’ (Quinta d’Aguieira), ‘Luís Pato Vinhas Velhas branco 2018’ (Luís Pato) e ‘Dinâmica Baga tinto 2019’ (Filipa Pato).

Arco d'Aguieira branco 2017 (Quinta d'Aguieira)
Arco d’Aguieira branco 2017 (Quinta d’Aguieira)

Da Quinta d’Aguieira – localizada em Águeda, a nordeste da Bairrada, com um incrível mosaico de micro-terroirs, pintado ao longo de 21 hectares –, a Bloomberg destaca o recente lançamento ‘Arco d’ Aguieira branco 2017’. Elin McCoy define-o como um vinho maravilhosamente complexo e muito suave, a antever uma aposta ganha neste que é um ambicioso projecto da família Guedes, da Aveleda, na região da Bairrada. Um branco que privilegia a Maria Gomes (81%) – também designada como Fernão Pires e a casta branca mais plantada em Portugal –, que combina com as variedades de uva Chardonnay (17%), Rabo de Ovelha (1%) e Bical (1%), estas três últimas estagiadas em barricas de carvalho francês de segundo ano, com bâttonage semanal.

Luís Pato Vinhas Velhas branco 2018 (Luís Pato)
Luís Pato Vinhas Velhas branco 2018 (Luís Pato)

Do consagrado Luís Pato, o eleito foi o seu ‘Luís Pato Vinhas Velhas branco 2018’, um blend de Bical (50%), Cercial (25%) e Sercialinho (25%), plantadas em vinhas argilo-calcárias e arenosas, em vinhas com mais de quarenta anos. Um vinho que une o caráter típico de um vinho branco da Bairrada com a interpretação pessoal que o produtor e enólogo tem da região. No copo, Elin define-o como um vinho muito elegante, que combina mineralidade e crocância.

Dinâmica Baga tinto 2019 (Filipa Pato)
Dinâmica Baga tinto 2019 (Filipa Pato)

Tal como o pai, a dispensar apresentações, está a enóloga e produtora Filipa Pato, recentemente eleita como a ‘Enóloga do Ano 2020’ pela Revista de Vinhos. Da sua autoria, em parceria com o marido, o sommelier William Wouters, é o ‘Dinâmica Baga tinto 2019’ que entra nesta singela lista de tesouros vínicos produzidos em Portugal e acessíveis no Reino Unido. Um tinto feito com a sua amada Baga, como não poderia deixar de ser, que se revela elegante e fresco, com um corpo médio e aromas de fruta preta e especiarias.