distinção enologia prémio

Domingos Soares Franco eleito “Enólogo Vinhos Generosos do Ano”

Domingos Soares Franco, enólogo que soma 40 vindimas e 39 anos na José Maria da Fonseca, acaba de ser eleito “Enólogo Vinhos Generosos do Ano”, pela revista Vinho Grandes Escolhas. Nesta gala, o vinho Hexagon 2015 foi também premiado, integrando o Top 30 – vinhos de sonho 2020 da revista.

Para a publicação, Domingos Soares Franco é uma referência incontornável no moscatel de setúbal, tanto na tradição como na , mantendo e acrescentado o vasto legado da José Maria da Fonseca na área, tendo sido sempre fiel aos princípios da casa. Os de 2020 atestam a continuidade do seu teor criativo e tem sido um lutador em prol do moscatel de Setúbal, tendo desenvolvido novos produtos como os brilhantes moscatéis feitos com de Cognan e Armagnac.

Domingos Soares Franco, recebeu esta nomeação com muita alegria e surpresa.

Domingos Soares Franco eleito “Enólogo Vinhos Generosos do Ano”

Ao receber o prémio, Domingos recordou o seu tio António e todo o pequeno grupo de enólogos e viticultores formados em frança que foram as pessoas que deram o pontapé de saída em Portugal nos vinhos. Domingos demonstrou também o seu agradecimento para com a sua equipa de enologia que muito o tem ajudado.

Além do prémio conquistado por Domingos Soares Franco, nesta gala, o vinho Hexagon 2015 foi considerado um dos melhores vinhos de 2020 para o painel de provas da “VINHO Grandes Escolhas”, integrando o Top 30 – vinhos de sonho 2020 desta revista.

Este tinto, oriundo na Península de Setúbal, revelou-se “um dos trabalhos mais aprimoramos do enólogo Domingos Soares Franco” pela prestigiada publicação, na sua Gala de Entrega de Prémios.

Para a revista, o Hexagon 2015 foi considerado “o melhor Hexagon até à data”, após um histórico de oito colheitas. A primeira colheita de Hexagon foi lançada em 2000 pela José Maria da Fonseca, tendo nascido de um desafio feito ao enólogo Domingos Soares Franco, para criar um vinho de classe mundial produzido a partir da Península de Setúbal.

Produzido com o recurso a seis castas (que se mantêm desde a primeira colheita) – Touriga Nacional, Syrah, Trincadeira, Tinto Cão, Touriga Francesa e Tannat – este vinho revela uma complexidade única, uma cor rubi intensa e um aroma denso e fechado. Na boca, os taninos estão bem integrados e o seu final é longo. Este vinho estagiou durante 10 meses em barricas novas de carvalho francês e acompanha na perfeição pratos de caça e queijos.

O Hexagon 2015 tem um potencial de guarda alargado, seguramente de pelo menos 16 anos após o seu engarrafamento.

Nesta gala, a José Maria da Fonseca, entregou ainda o prémio de “Garrafeira do Ano” à Wines 9297, garrafeira vocacionada para enófilos portugueses.

Avatar

Apaixonado por Comunicação e Marketing, com formação superior nas áreas de Relações Públicas e Publicidade, e especializações em Marketing de Vinhos, Marketing Digital, Social Media e Turismo. Qualificação em Vinhos WSET® (Wine & Spirit Education Trust).