distribuição vinho do porto

Vinalda e Quinta do Infantado anunciam parceria

O primeiro produtor-engarrafador de Vinho do Porto, a Quinta do Infantado, que celebrou 200 anos em 2016, e a Vinalda, fundada em 1947, unem forças no mercado nacional.
Quinta do Infantado, Vinhas, Douro
Quinta do Infantado, Vinhas, Douro

A Quinta do Infantado (criada para o Infante D. Pedro), situada em Chanceleiros, a 4 km do Pinhão (sub-região de Cima Corgo) e a mais antiga distribuidora nacional de bebidas, a Vinalda, anunciam uma parceria de distribuição em Portugal. 

Baseada nos conceitos de terroir e vigneron, a Quinta do Infantado inovou, em 1979, ao tornar-se no primeiro produtor-engarrafador da história do Vinho do Porto (vinhos engarrafados na própria quinta), quebrando, assim, o monopólio dos comerciantes de Vila Nova de Gaia.

Quinta do Infantado, Vinhas
Quinta do Infantado, Vinhas

A Quinta do Infantado cultiva 46 hectares de vinhas, exclusivamente letra A, em solos muito xistosos e pobres. A vinha resulta da seleção massal de mais de 20 castas do Douro, entre brancas e tintas, videiras com idades entre os 22 e os 100 anos. 

A Quinta do Infantado, empresa 100% familiar, pertence aos ‘Roseira’ de Covas do Douro, com os fundadores, Margarida e João, homenageados nos Portos Reserva D. Margarida e Reserva Especial. A Quinta engarrafa uma gama completa de Portos: White Seco, Rubies (Ruby, Reserva, LBV e Vintage) e Tawnies (Tawny, Reserva, Colheita, 10 e 20 Anos). 

Para Paula Roseira, Sócia-Gerente da empresa, esta parceria nasce da necessidade de desenvolvermos uma nova estratégia de distribuição no posicionamento dos vinhos a nível nacional. Acreditamos que, deste modo, vamos potenciar uma relação mais estreita e diversificada com os nossos clientes, novos consumidores e apreciadores de Vinhos do Douro e Porto

Quinta do Infantado, Caves
Quinta do Infantado, Caves

O Diretor-Geral da Vinalda, José Espírito Santo, lembra que a Quinta do Infantado é uma das grandes marcas clássicas do Douro, mas que sempre soube inovar. Além de ter sido a primeira casa a engarrafar os seus vinhos, foi também o primeiro produtor a fazer Vinho do Porto Biológico, demonstrando que antiguidade e inovação podem andar de mãos dadas”. E adianta“É um portefólio diverso, que vem enriquecer o nosso catálogo da região, com vinhos de intervenção mínima, muito genuínos: É o Douro em estado puro!”  

Os nossos Vinhos do Porto são, desde sempre, menos doces, devido a uma fermentação mais longa. Desta forma, conseguimos Portos mais leves e gastronómicos”. 

João Roseira, diretor de Produção da Quinta do Infantado

Quanto aos vinhos tranquilos do Douro, o primeiro Quinta do Infantado Douro foi o tinto 2001 e hoje a empresa vinifica vários vinhos tintos e brancos, sob as marcas Quinta do Infantado, Roseira e Infantado. Cada um com o seu perfil, em função das diferentes parcelas que lhes dão origem. Procuramos elegância, terroir e frescura, com q.b. do sol e xisto do Douro”, revela.