ambiente clima sustentabilidade

A importância estratégica de internalizar as alterações climáticas no negócio

As Climate Talks by Porto Protocol são uma série de conversas digitais sobre temas relevantes para o mundo do vinho num clima em mudança.

climáticos extremos, escassez de água, alterações dos períodos de maturação das uvas, são apenas algumas das consequências que as regiões vinícolas em todo o mundo estão a enfrentar devido às alterações climáticas.

Adicionalmente, há muitos aspectos da produção de vinho que contribuem para aumentar o CO2 na atmosfera: desde as garrafas de vidro, às emissões de carbono durante a fermentação, à natureza e quantidade de pesticidas utilizados na viticultura, às monoculturas, à água consumida, e aos combustíveis fósseis utilizados nas várias fases de produção, desde o transporte aos tractores.

Mas, há várias soluções que estão a ser implementadas para minimizar este impacto: enrelvamento, rega de precisão (ou ausência de rega) para conservar o solo e a água, redução do peso da garrafa ou escolha de materiais menos impactantes.

Porto Protocol Climate Talk | A importância estratégica de internalizar as alterações climáticas no negócio. | 4 fevereiro 17:00
Porto Protocol Climate Talk | A importância estratégica de internalizar as alterações climáticas no negócio. | 4 fevereiro 17:00

As alterações climáticas também oferecem oportunidades de negócio às empresas que visam melhorar a sua gestão de recursos, contribuindo para o aumento da eficiência energética, impulsionado a e inspirando novos produtos e serviços menos intensivos em carbono.

Em última análise, potencia a resiliência das cadeias de abastecimento e a redução da dependência dos combustíveis fósseis através de uma transição para energias renováveis.

Conjuntamente, estas ações podem fomentar a competitividade e desbloquear novas oportunidades de mercado. Acima de tudo serão inevitáveis e certamente menos dispendiosas se enfrentadas agora do que adiadas.

A longo prazo e em última instância, a não internalização das alterações climáticas poderá ter como consequência a sobrevivência da própria indústria (e nossa?)? E não será a razão pela qual é crucial a sua incorporação na estratégia de negócio?

O DEBATE

Nesta Climate Talk irá debater-se a razão e o processo de internalizar as alterações climáticas no negócio dos : Por onde começar? Como se materializa nas finanças do negócio? Quais são as mudanças fundamentais que esta decisão vai trazer ao modus operandi? Quais as barreiras e oportunidades que poderão surgir? Quais são os riscos associados a estas decisões? Como é afetada a relação com os vários stakeholders, desde funcionários a fornecedores? Como se aborda e comunica? Como se transmite aos consumidores?

LEIA TAMBÉM:  Corticeira Amorim é membro fundador da Sustainable Wine Roundtable

Procurar-se-á apresentar as abordagens práticas a estas questões por agentes da indústria mundial que, de uma forma proactiva, já integram a emergência climática na sua estratégia.

OS TÓPICOS

  • Quais são os principais riscos climáticos para a cadeia de valor do vinho se este não for definida uma estratégia de resposta?
  • Como quantificar os riscos da inclusão ou não desta emergência?
  • Como convencer os seus acionistas?
  • Como pode o sector internalizar as Alterações Climáticas?
  • Por onde começar?
  • Que procedimentos serão necessários alterar para incorporar este assunto na sua empresa?
  • Como é que se traduz no dia a dia da empresa esta visão estratégica? Nomeadamente com os departamentos financeiros?
  • Como é que os pequenos produtores podem abordar a questão?

A AUDIÊNCIA

  • Empresários espalhados por toda a cadeia de valor do vinho
  • Gestores de
  • Gestores Ambientais
  • Bloggers de Vinho
  • Jornalistas
  • Estudantes de enologia, agricultura e sustentabilidade

CONVIDADOS

  • João Roquette – CEO, Esporão (Alentejo, Portugal)
  • Beth Novak Milliken – Presidente e CEO, Spottswoode Winery (Napa Valley, US)
  • Mathilde Boulachin – CEO e Proprietário, Pierre Chavin (Béziers, France)

Biografias em https://www.portoprotocol.com/the-business-sense-of-internalizing-climate-change/

ANFITRIÃO

  • Marta Mendonça – The Porto Protocol Foundation

Data: 4 de fevereiro às 17:00

É necessário registar-se aqui: https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_jzo2H-6KRS6KD0x6FlVH8g

Durante a live zoom, os participantes podem colocar questões no chat ou Q&A.

NOTA: Os debates serão disponibilizados posteriormente no canal de youtube e de podcast do Porto Protocol.