douro Lançamentos vinhos

Casa Ferreirinha Touriga-Fêmea 2016 – Uma casta pouco comum em Portugal

Casa Ferreirinha Touriga-Fêmea 2016 é a nova “especialidade” da emblemática marca de vinhos do Douro. Um convite a descobrir uma casta pouco comum, mas não menos característica do património da região, e que dá a conhecer a riqueza dos terroirs de Casa Ferreirinha.

Embora menos conhecidas, são desde há muito cultivadas no Douro várias castas que testemunham a diversidade e potencial da região e que estão na origem de vinhos com uma personalidade única. A Touriga-Fêmea é uma delas. Existem menos de 40 hectares plantados em Portugal, mas nem por isso é menos característica desta região demarcada.

Nascida do cruzamento, provavelmente natural, entre Touriga Nacional e Malvasia Fina, Touriga-Fêmea é uma verdadeira “filha do Douro”, localmente conhecida também como Touriga Brasileira.

Casa Ferreirinha Touriga-Fêmea Tinto 2016

É desta herança genuína que nasce Casa Ferreirinha Touriga-Fêmea Tinto 2016, uma “especialidade” que reflete a complexidade e elegância dos grandes vinhos da região e a vontade de Casa Ferreirinha em criar referências de excelência, que dão a conhecer a riqueza e exuberância das castas que integram os seus terroirs.

“Casa Ferreirinha Touriga-Fêmea é um vinho vivo e elegante, que vem revitalizar uma casta tradicional, mas um pouco esquecida para a maioria dos apreciadores de vinhos do Douro. Ainda que menos comum, esta casta traz aos vinhos um caráter intenso e elegante, bem patente neste vinho de 2016”, refere Luís Sottomayor, o enólogo responsável pelos vinhos da Sogrape no Douro.

Casa Ferreirinha Touriga-Fêmea Tinto 2016 estagiou durante dois anos em barricas de carvalho francês e está pronto para prova, embora a recomendação seja guardar, já que beneficiará com cinco a oito anos de estágio em garrafa.