corticeira distinção sustentabilidade

Corticeira Amorim vence Best Raw Materials Sustainability – Europe 2020

Prémio atribuído pela Capital Finance International destaca a atitude pioneira da empresa em termos de desenvolvimento sustentável. Revista inglesa realça também a força motriz da Corticeira Amorim para a inovação interna e externa, ajudando a encontrar novos usos, utilizações e mercados para a cortiça.

A Corticeira Amorim, líder mundial do setor corticeiro, é a grande vencedora da categoria “Best Raw Materials Sustainability – Europe 2020” dos prémios da Capital Finance International (CFI..co).

A conceituada revista inglesa destaca a atitude pioneira da empresa em termos de desenvolvimento sustentável, sublinhando o empenho na conservação das florestas de sobreiros.

Amorim – sobreiro

Paralelamente, realça a força motriz da Corticeira Amorim para a inovação interna e externa, ajudando a encontrar novos usos, utilizações e mercados para a cortiça.

A dedicação às melhores práticas ambientais, sociais e de governance (ESG), isto enquanto mantém uma forte rentabilidade, foram outros dos atributos valorizados pelo júri. Aliás, a CFI.co evidencia a diversidade de aplicações da cortiça desde a rolha, passando pela arquitetura, e indo até às viagens espaciais.

O painel de jurados lembra ainda que a cortiça é totalmente natural, é sempre reutilizável, e é extraída ciclicamente sem causar quaisquer danos às árvores. De resto, a revista inglesa sobreleva o importante papel do sobreiro, e do ecossistema que o envolve, na regulação do clima. Distinguindo um número de superlativa relevância para a indústria corticeira: por cada tonelada de cortiça produzida, o montado pode sequestrar até 73 toneladas de CO2.

O Presidente e CEO da Corticeira Amorim, António Rios de Amorim, afirma que “é um enorme orgulho receber o reconhecimento internacional do compromisso estratégico assumido de forma integral pela Corticeira Amorim no âmbito do Desenvolvimento Sustentável. Especialmente, no que concerne à defesa do montado de sobro e da cortiça. Trabalhamos uma matéria-prima única, e acreditamos que responde aos desafios da sociedade atual, beneficiando as pessoas, o planeta e o crescimento sustentado das organizações.”

Corticeira Amorim, o maior grupo de transformação de cortiça do mundo que labora ininterruptamente desde 1870, assume a sua liderança mundial indo muito para além da otimização dos seus processos e da redução dos impactos ambientais das suas operações.

Liderando uma indústria naturalmente sustentável, promove, valoriza e viabiliza as florestas de sobro que são importantes sumidouros naturais de CO2, fomentam uma biodiversidade de relevância, protegem contra a erosão dos solos, regulam o ciclo hidrológico e constituem-se como barreiras contra incêndios.

Depois, é a extração cíclica da cortiça que mantém a vitalidade dos montados e que promove o desenvolvimento económico, ambiental e social que lhe está associado, permitindo que dezenas de milhares de pessoas continuem a viver e a trabalhar em zonas áridas e semiáridas.