Alentejo distinção vinhos

Wine Enthusiast atribui 94 pontos ao Esporão Private Selection Tinto 2014

Um vinho exclusivo, elaborado em quantidades limitadas, adequado a momentos intensos e intimistas.

A publicação norte-americana destaca o Esporão Private Selection Tinto 2014, como um vinho sério e poderoso, devido à fermentação em lagares de mármore e pisa a pé.

Os seus taninos ricos e frutas pretas estão maduros, com uma estrutura densa e cor escura proveniente do Alicante Bouschet. O vinho mantém um pouco de frescura e agora está no momento ótimo de consumo”. – Wine Enthusiast

©Esporão Private Selection Tinto 2014
©Esporão Private Selection Tinto 2014

Em 2014, o Inverno foi húmido, seguido de um Verão ameno com grandes amplitudes térmicas, que permitiram às videiras bons desempenhos de maturação, permitindo ter vinhos mais equilibrados e intensos. A estrutura, personalidade e complexidade vincadas deste vinho resultam das condições climatéricas, da selecção das melhores uvas e da criatividade dos enólogos.

É um vinho exclusivo, feito em pequenas quantidades, para momentos intensos e intimistas.

Esporão Private Selection Tinto 2014 é uma continuidade do Esporão Garrafeira Tinto, lançado pela primeira vez em 1987. Nesta colheita, a conjugação das castas Syrah e Alicante Bouschet dá-lhe uma grande complexidade e estrutura, enquanto o Aragonez torna-o elegante.

Depois das uvas serem pisadas a pé, na Adega dos Lagares, este vinho passa por um estágio em barrica de carvalho francês durante 18 meses, seguido de um estágio prolongado em garrafa.

O rótulo do Esporão Private Selection Tinto 2014 é ilustrado com uma fotografia do arquiteto e fotógrafo Duarte Belo.

Esta iniciativa de convidar um artista todos os anos para enriquecer e personalizar os rótulos de cada colheita Reserva e Private Selection existe desde 1985, ano em que o Esporão lançou o primeiro vinho.

Conheça melhor o perfil do Esporão Private Selection: https://www.esporao.com/pt-pt/nativa/vinhos-2/esporao-private-selection-inovador-a-classico.html/

Veja o vídeo “Adega dos Lagares: sobre a terra e o tempo”

%d bloggers like this: