douro enoturismo

Ventozelo Hotel & Quinta já reabriu

Este novo enoturismo inaugurou no final do ano passado, em pleno coração do Alto Douro Vinhateiro, com uma forte ligação ao vinho, assim como à natureza e ao mundo rural. Durante a quarentena esteve fechado e reabriu as suas portas dia 1 de junho. Inserido numa propriedade com 400 hectares, as suas características intrínsecas oferecem as melhores condições nos tempos que vivemos. Natureza, matos mediterrânicos, vinha, vistas desafogadas, o rio ali tão perto, ar puro, privacidade e espaço, muito espaço. Nestes tempos, luxo, é sobretudo isto.
Quinta de Ventozelo
Quinta de Ventozelo

Ventozelo Hotel & Quinta, o enoturismo recém-inaugurado no passado mês de Novembro, reabriu a 1 de Junho. Inserido numa propriedade com 400 hectares, em sintonia com a Natureza e com o mundo rural, as suas características intrínsecas oferecem as melhores condições nos tempos que vivemos.

Estamos no Douro, em pleno coração do Alto Douro Vinhateiro Património Mundial. Natureza, matos mediterrânicos, vinha, vistas desafogadas, o rio a correr tranquilo ali tão perto, ar puro, privacidade e espaço, muito espaço.

Quinta de Ventozelo
Quinta de Ventozelo – @Omdesign

Nestes tempos, luxo, é sobretudo isto. Ventozelo preparou-se para a reabertura, adotando medidas que garantem a segurança dos clientes, para que possam usufruir totalmente do hotel, da quinta, do restaurante e das inúmeras experiências existentes que prometem uma forte ligação à ruralidade e uma tranquilidade plena.

A novidade estival, mesmo a tempo de aproveitar o rio e os dias de sol, é a instalação de um cais fluvial, que proporciona um acesso privilegiado à Quinta para quem chega de barco, ou apenas quem quer desfrutar de um passeio nas águas calmas do Douro.

Quinta de Ventozelo - piscina com vista
Quinta de Ventozelo – piscina com vista

O HOTEL

Com 29 quartos distribuídos por diferentes edificações da quinta, nos próximos meses apenas 22 quartos estarão a uso no sentido de aumentar o distanciamento entre os hóspedes. Alguns dos quartos encontram-se em casas isoladas, onde se podem passar os dias na descontração de um refúgio de campo, aproveitando o recato do interior ou a liberdade e a tranquilidade do exterior.

Quinta de Ventozelo - piscina com vista
Quinta de Ventozelo – piscina com vista

À MESA OS SABORES DA NATUREZA

A sala interior e a esplanada da Cantina de Ventozelo, são o palco para os hóspedes do hotel ou passantes, poderem provar as receitas regionais do Douro e Trás-os-Montes, num conceito baseado na cozinha sustentável.

As opções são variadas uma vez que os menus mudam diariamente consoante os produtos que a horta da propriedade tem para oferecer. O pequeno-almoço dos hóspedes também é servido no restaurante.

A novidade da estação são as Merendas, para quem quer uma refeição simples, sempre acompanhada dos vinhos da quinta, cuidadosamente embrulhadas em alcofas de junco, para ser desfrutada ao ar livre, debaixo de uma oliveira, ou em lugares mais recatados como a varanda do quarto.

Quinta de Ventozelo
Quinta de Ventozelo

DESCOBRIR VISITANDO E APRENDER VIVENCIANDO

Ventozelo é vastidão e detalhe. É natureza em bruto e biodiversidade, é terra e rio, fauna e flora. É, por isso, um mundo riquíssimo que pede para ser descoberto e aproveitado. Para isso, há um programa variado de atividades que permitem “descobrir visitando “ e “aprender vivenciando”.

Nove percursos permitem-lhe descobrir diferentes valores culturais e naturais da Quinta, como sejam as vinhas e o moinho, a mata de Sobreiros, os caminhos dos Javalis ou apenas passear à beira Rio.

Entre as experiências de Turismo de Natureza pode fazer percursos de observação noturnos, de observação de aves e percursos fotográficos da avifauna. Há também atividades sazonais, gastronómicas ou agrícolas, sem esquecer naturalmente a oportunidade para descobrir a complexidade do terroir de Ventozelo através das provas dos vinhos da quinta, que caracterizam a essência do lugar.

Devido à regra de distanciamento social, as provas são realizadas maioritariamente no exterior. Se quiser aprofundar o seu conhecimento enológico, pode visitar a Adega de Alijó, onde são produzidos os vinhos da quinta, um projeto onde se revisitam as técnicas ancestrais de vinificação trazidas para o séc. XXI.

Quanto às vindimas, os clientes vão continuar a poder participar na apanha da uva, mas a experiência é reduzida devido às restrições impostas pelo distanciamento social, nomeadamente a pisa da uva nos lagares.

REABERTURA DO CENTRO INTERPRETATIVO

Um dos protagonistas do enoturismo é o Centro Interpretativo de Ventozelo que permitirá ao visitante descobrir a Quinta, criando pontes para o conhecimento da própria região duriense através de experiências sensoriais e lúdicas.

A ideia é transmitir algumas noções essenciais daquilo que é Ventozelo de forma leve e numa linguagem simples. Dar a conhecer o espaço onde se impõe, a par da vinha, uma área de floresta única no Douro que é um nicho de biodiversidade, e dar a conhecer a sua longa história, que remonta à época romana”, nas palavras da museóloga Natalia Fauvrelle.

Ali poderá assistir a um filme que revela aspetos únicos da Quinta, das vindimas, às diferentes fases da vinha, da mata à fauna, passando pelas sonoridades próprias do lugar. E pode- se também ter a experiência única de contemplar o céu de Ventozelo ao longo de um dia ou ouvir o silêncio, entrecortado pelos sons da natureza ou do trabalho da vinha.