natal sugestão Vinhos do Tejo

Ceia de Natal harmonizada com seis vinhos de Fernão Pires do Tejo

Com o mês de Dezembro a meio e já imbuídos do espírito natalício, é tempo de começar a preparar a ceia de Natal. A consoada celebra-se na noite de 24 de Dezembro e a tradição dita que as famílias se reúnam à volta da mesa de jantar, comendo uma refeição reforçada.

Para este momento ainda mais especial, a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo “anotou” o tradicional menu e elegeu vinhos a condizer, todos eles do Tejo – claro está! – e com um denominador comum: dando primazia à casta Fernão Pires, a mais emblemática da região.

Do aperitivo às sobremesas, há vinhos para todos os palatos

A azáfama do Natal é inata. Com a chegada da noite, as casas enchem-se de família e amigos, unidos na partilha de afectos e estórias. É o momento ideal para dar início ao desfile dos Vinhos do Tejo.

Nana Blanc de Blancs Reserva Bruto 2016

Abram-se as hostes com o ‘Nana Blanc de Blancs Reserva Bruto 2016’ (€10,80), um espumante da Quinta da Lapa, com aromas florais e citrinos, notas subtis de brioche e frutos secos.

A.C.A. Fernão Pires branco 2018

Siga-se para a mesa, numa viagem pelos sabores do nosso país, a começar com um ‘Queijo de pasta mole’, acompanhado de ‘A.C.A. Fernão Pires branco 2018’ (€12,00), um monovarietal onde a casta mostra todo o seu potencial e versatilidade.

Falcoaria Fernão Pires Vinhas Velhas branco 2017

Depois da entrada, o tão aguardado ‘Bacalhau cozido’ ou, a Norte, o ‘Polvo’, pratos a que se junta o ‘Falcoaria Fernão Pires Vinhas Velhas branco 2017’, do Casal Branco.

São ambos vinhos de Fernão Pires em estreme, provenientes de Vinhas Velhas nascidas em solos pobres de natureza arenosa, em Almeirim, em pleno terroir da charneca ribatejana e, ainda, com fermentação e estágio em barrica.

1836 Grande Reserva 2017

Na carne, é tempo de provar o tão famoso ‘Perú de Natal’. Na maridagem, mantenhamo-nos nos brancos, com o ‘1836 Grande Reserva 2017’ (€25,00), da Companhia das Lezírias. Um vinho envolvente, com uma acidez natural apelativa e um final persistente, da autoria do enólogo Bernardo Cabral, que também o sugere para o bacalhau, caso o estômago não avance no prato, mas anseie pela degustação de um terceiro exemplar da casta Fernão Pires a uma só voz!

No reino das sobremesas a variedade é muita e, por isso, são dois os vinhos eleitos. Por uma questão de gosto ou de equilíbrio alimentar, não nos esqueçamos da fruta.

Bridão Colheita Tardia branco 2016

Da Adega do Cartaxo, chega-nos a sugestão do ‘Bridão Colheita Tardia branco 2016’, ideal para a acompanhar, assim como ao típico ‘Bolo Rei’.

Quinta da Alorna Abafado 5 Years branco 2013

Para os mais doceiros, haverá ainda espaço para ‘Bolo Rainha’, ‘Aletria’, ‘Coscorões’, ‘Filhoses’ e ‘Rabanadas’, cuja proposta é acompanhar com ‘Quinta da Alorna Abafado 5 Years branco 2013’ (€6,99).

Vinhos de Fernão Pires do Tejo para a Ceia de Natal

Aperitivo

. Nana Espumante Blanc de Blancs Bruto Reserva branco 2016 (Quinta da Lapa) – €10,80

Queijo de pasta mole

. ACA Fernão Pires branco 2018 (Adega Almeirim) – €12,00

Bacalhau cozido ou Polvo

. Falcoaria Vinhas Velhas Fernão Pires branco 2017 (Casal Branco) – €15,00

Perú de Natal

. 1836 Grande Reserva branco 2017 (Companhia das Lezírias) – €25,00

Fruta e Bolo Rei

. Bridão Colheita Tardia branco 2016 (Adega do Cartaxo) – €9,40

Bolo Rainha, Aletria, Azevias, Coscorões e Filhoses

. Quinta da Alorna Abafado 5 Years branco 2013 (Quinta da Alorna) – €6,99