Advertisements
douro Lançamentos vinhos

2011 é ano de Barca Velha

Qualidade e excelência são atributos decisivos para a criação de grandes vinhos, mas no caso de Barca Velha é a prova do tempo quem leva a melhor. Decorridos 8 anos de mais uma vindima excecional, é chegado o momento de anunciar o 20º Barca Velha da história.

Barca Velha (imagem da colheita de 2008)

A notícia adivinhava-se, entre conjeturas e certezas quase absolutas, sobre qual seria o próximo capítulo da história de um dos mais emblemáticos vinhos de Portugal.

A grande aposta recaía sobre o ano de 2011, um ano grandioso para a região do Douro, marcado por uma das maiores declarações de Porto Vintage de sempre.

Premonições à parte, foi o tempo o verdadeiro responsável por confirmar a próxima colheita do expoente máximo do Douro com a assinatura de Casa Ferreirinha.

Para o enólogo Luís Sottomayor, «2011 foi um ano extraordinário, dos melhores de sempre no Douro, intenso e de grande qualidade, pelo que da nossa parte foi só uma questão de paciência até podermos confirmar o potencial que a vindima deixou antever».

Pioneiro e inovador, Barca Velha é desde 1952 o símbolo inquestionável da mais alta qualidade dos vinhos do Douro.

Clássico, intenso, complexo, elegante e rico, os adjetivos são poucos para descrever as 19 colheitas até hoje anunciadas ao longo dos seus 67 anos de história.

Declarado apenas em anos verdadeiramente excecionais, Barca Velha é, desde a sua criação, elaborado com uvas selecionadas de diferentes altitudes no Douro Superior.

A Quinta da Leda, com 160 hectares de vinha, dá hoje origem à maior parte dos vinhos que integram o lote composto pelas castas tradicionais da região.

Casa Ferreirinha Barca Velha 2011 será apresentado pela primeira vez em maio de 2020.

Advertisements
%d bloggers like this: