Advertisements
celebração vinho do porto

Churchill’s celebra 20 anos na Quinta da Gricha

Sob o mote “20 Anos Juntos”, a Churchill’s convidou para a Quinta da Gricha, ao longo de uma semana, amigos e parceiros, bem como imprensa britânica e nacional, para uma Prova Vertical de Vinhos e Portos e um Menu de Harmonização elaborado pelo Chef Vasco Coelho Santos, do Euskalduna Studio, no Porto.

Quinta da Gricha

A Churchill´s foi fundada em 1981 por John Graham, representando a 5ª geração da sua família a fazer vinho no Douro. Foi a primeira empresa de vinho do Porto a ser fundada em mais de 50 anos e mantém-se atualmente como um produtor familiar e independente.

Dedicada inicialmente só aos vinhos do Porto, desde a aquisição da Quinta da Gricha em 1999, a Churchill’s também produz vinhos DOC Douro, além de vinhos do Porto e tranquilos de qualidade premium unicamente desta propriedade.
Chef Vasco Coelho Santos

Para a celebração dos 20 anos da Churchill’s na Quinta da Gricha, o Chef Vasco Coelho Santos fez uma residência na quinta, ao longo de uma semana, para receber os convidados com o seu menu de harmonização inspirado em ingredientes locais, nomeadamente da horta da quinta, servido em pratos de barro preto tradicional do Douro, da jovem empresa de design Bisarro.

Churchill’s Quinta da Gricha Vintage Port 1999 Magnum e Rabanada
Um menu que culminou com a sua famosa (e deliciosa) Rabanada harmonizada com o Churchill’s Quinta da Gricha Vintage Port Magnum de 1999, o primeiro feito pela Churchill’s na Quinta da Gricha.
Tartelete de lingueirão e Churchill’s Dry White Port

A prova vertical de vinhos DOC Douro e vinhos do Porto Vintage da Quinta da Gricha, pretendeu refletir o terroir único da quinta e o potencial de evolução dos seus vinhos, tendo sido orientada por John Graham, enólogo e fundador da Churchill’s e Ricardo Pinto Nunes, também enólogo e diretor de produção.

Prova Vertical de Vinhos e Portos Quinta da Gricha

John Graham define o carácter da Quinta da Gricha como uma indomável elegância natural.

John Graham, enólogo e fundador da Churchill’s

Uma quinta com uma vinha de letra A com 40 hectares, localizada na margem sul do rio Douro, na subregião de Cima Corgo. Batizada a partir de uma nascente natural (Gricha) que alimenta as vinhas viradas a norte, a Quinta da Gricha é um pedaço especial de terra, mesmo para os espantosos padrões dos terroirs do Douro.

Estamos muito orgulhosos dos vinhos que temos produzido nas últimas 20 vindimas na Quinta da Gricha”, afirma Zoe Graham, filha de John Graham e diretora de marketing e vendas da Churchill’s. 

20 Anos Juntos – o mote para os 20 anos da Churchill’s na Quinta da Gricha

“Com a nova Vineyard Residence e o Centro de Visitas, estamos entusiasmados em podermos receber os nossos convidados de Portugal e de todo o mundo, para provarem os nossos vinhos, neste terroir tão especial e que significa tanto para a minha família”, adianta.

As uvas dos vinhos do Porto da Churchill´s são selecionadas manualmente e pisadas a pé na Quinta da Gricha, em pleno coração do Douro.

A empresa está comprometida em fazer uma viticultura de intervenção mínima, garantindo que o terroir da Quinta da Gricha respire em cada gota de vinho.

As vinhas mais antigas têm mais de 80 anos e uma mistura de castas tradicionais do Douro que produzem vinhos estruturados com uma vibrante acidez natural.

“Cultivamos as vinhas com o maior respeito pelas tradições e pela natureza. É através da mínima intervenção possível neste terroir especial que produzimos o que pensamos serem vinhos com um pedigree único, combinando pureza, frescura e elegância”, diz Ricardo Pinto Nunes.

A produção total da Churchill´s divide-se em partes iguais entre vinhos do Porto e vinhos DOC Douro, estes últimos elaborados em duas adegas da região. Neste universo, a Quinta da Gricha contribuiu com cerca de 1/3 da sua produção para a elaboração destes vinhos, que depois são distribuídos para mais de 20 mercados, dos quais se destacam Portugal, Reino Unido, Estados Unidos, Brasil e Países Nórdicos.

Advertisements
%d bloggers like this: