Advertisements
concurso queijos

Anunciados os ‘Melhores Queijos de Portugal 2019’

Com número recorde de inscritos, 210, em 23 categorias.

Dos 210 queijos inscritos na 11.ª edição do ‘Concurso Queijos de Portugal’, promovido pela Associação Nacional dos Industriais dos Lacticínios (ANIL), 23 vão passar a envergar o selo ‘Prémio Melhor Queijo 2019 – Concurso Queijos de Portugal’ e 46 foram distinguidos com menções honrosas.

A cerimónia de anúncio e entrega dos galardões realizou-se ontem, dia 28 de Outubro, no âmbito do evento ‘Grandes Escolhas Vinhos & Sabores 2019’, na FIL, em Lisboa. A lista dos vencedores está disponível no site da ANIL.

Na edição deste ano, a Lacticoa destacou-se. A empresa dos Lacticínios do Côa conquistou um duplo ‘Prémio Melhor Queijo 2019’ para as referências ‘Vale do Côa’, nas categorias ‘Ovelha Amanteigado’ (novidade desta edição) e ‘Ovelha Cura Normal’; e duas menções honrosas para os queijos ‘Estrela do Pastor’, nas categorias ‘Ovelha Cura Normal’ e ‘Ovelha Cura Prolongada’. A Queijos Quinta da Rigueira venceu nas categorias ‘Cabra Cura Normal’ e ‘Requeijão Cabra’ e arrecadou uma menção honrosa para o seu queijo de ‘Cabra Cura Prolongada’.

A edição deste ano primou pela abertura de duas novas categorias: a de ‘Ovelha Amanteigado’, cujo vencedor foi referido acima; e a de ‘Novos Sabores Frescos’, na qual o eleito foi o ‘Herdade da Maia Requeijão de Ovelha com Doce de Abóbora’, da Sociedade Industrial Herdade da Maia.

Ganharam um duplo selo de vencedor, a Lacticínios MAF – com o queijo de vaca de cura prolongada ‘A Queijaria Apimentada’ (tal como em 2018) e o ‘Rico Creme com Nozes’, para barrar –; e a Lactimercados, com os queijos de ‘Cabra Cura Prolongada’ e ‘Mistura Cura Normal’ da marca ‘Quinta dos Moinhos Novos’.

É também de salientar a Queijo Saloio, na medida em que repete a proeza do louvor dos anos 2016, 2017 e 2018, na categoria ‘Mistura Cura Prolongada’, com o ‘Três Igrejas’ de seis meses de cura. Em relação a 2018, há bons “repetentes” a envergar o selo de ‘Prémio Melhor Queijo’: Lacticínios do Paiva (‘Requeijão de Vaca’), Queijaria Sapata (‘Requeijão de Ovelha’); Prado da Sicó (‘Requeijão de Mistura’); Queijaria Guilherme (‘Queijo Fresco Atabafado’) e UNILEITE (‘Queijo Ilha’).

Como se realiza o desafio

Os resultados do ‘Concurso Queijos de Portugal 2019’ decorreram de uma análise rigorosa, objectiva e técnica, em regime de “prova cega”, feita por 25 jurados, nas instalações da ALS Controlvet / Fullsense, em Tondela. Na edição deste ano, estiveram, em número recorde, 210 referências de queijo a concurso.

A composição do júri abrangeu representantes do sector, dos organismos de controlo e certificação, de instituições de ensino, da restauração e da gastronomia, da distribuição e dos meios de comunicação social.

De destacar que a ANIL passa a integrar no painel de jurados, a partir desta edição, representantes de empresas do sector industrial (diferentes de ano para ano, dando voz a todas). Nota ainda para o facto de este ano se ter juntado ao Concurso um elemento brasileiro, ficando assim uma porta aberta para difundir os sabores dos queijos portugueses além-fronteiras.

O ‘Concurso Queijos de Portugal’ nasceu, em 2009, com o objectivo de potenciar e dinamizar toda a indústria de queijo. 

Através desta competição, a ANIL propõe-se gerar sadia competição, dinâmica, e estimular os produtores a inovar, através do lançamento de novidades, de melhores queijos, mais saborosos e mais bem trabalhados. Ao mesmo tempo, pretende fomentar o conhecimento do produto e despertar a atenção do consumidor para as suas diversas variedades, elevando o consumo de queijo (e de leite) no país.

MELHORES QUEIJOS DO CONCURSO QUEIJOS DE PORTUGAL 2019

Queijo Fresco Vaca: Requeijoeste (Filomena Maria Amaro)

Queijo Fresco Ovelha: Tété (Tété II – Produtos Lácteos)

Queijo Fresco Cabra: Luísa (Rigor Fresco)

Queijo Fresco Mistura: Queijo Fresco Cabreiro (Lactifeita Unipessoal)

Queijo Fresco Atabafado: Guilherme (Queijaria Guilherme)

Requeijão de Vaca: Paiva – Requeijão de Lamego (Lacticínios do Paiva)

Requeijão de Ovelha: Queijaria Sapata (Sapata e Filha)

Requeijão de Cabra: Quinta da Rigueira (Queijos Quinta da Rigueira)

Requeijão de Mistura: Prado da Sicó (Queijaria Prado da Sicó)

Flamengo: Ilha Azul (CALF – Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial)

Vaca Cura Normal: Flor da Estrela (Lactovil – Lacticínios de Trancoso)

Vaca Cura Prolongada: A Queijaria Apimentada (Lacticínios MAF)

Ilha: São Miguel, 9 Meses (UNILEITE – União das Cooperativas Agrícolas de Lacticínios e de Produtores de Leite da Ilha de São Miguel)

Ovelha Amanteigado: Vale do Côa (Lacticoa – Lacticínios do Côa) – NOVA CATEGORIA

Ovelha Cura Normal: Vale do Côa (Lacticoa – Lacticínios do Côa)

Ovelha Cura Prolongada: Serramonte Santiago (JD – Empresa de Lacticínios)

Cabra Cura Normal: Quinta da Rigueira (Queijos Quinta da Rigueira)

Cabra Cura Prolongada: Quinta dos Moinhos Novos – queijo de cabra serrano (Lactimercados)

Mistura Cura Normal: Quinta dos Moinhos Novos – queijo bica (Lactimercados)

Mistura Cura Prolongada: Três Igrejas, 6 Meses (Queijo Saloio)

Para Barrar: Rico Creme com Nozes (Lacticínios MAF)

Novos Sabores Frescos: Herdade da Maia Requeijão de Ovelha com Doce de Abóbora (Sociedade Industrial Herdade da Maia) – NOVA CATEGORIA

Novos Sabores: Serras de Penela Curado de Mistura Alho e Orégãos (Serqueijos Pimenta, Fabrico de Queijos do Rabaçal)

Advertisements
%d bloggers like this: