Advertisements
ambiente clima seminário

Alterações climáticas colocam setor vinícola em perigo

A Universidade Portucalense (UPT), através do Departamento de Turismo, Património e Cultura vai promover no dia 30 de Setembro, pelas 14h30, o seminário “Wine Culture and Climate Change”, que pretende debater as alterações climáticas e o seu reflexo na cultura do vinho, nas tradições e no património.

No âmbito do projeto Eramus+- ICM “Global Climate Change and Wine Tourism Strategic Responses” este é o 3º seminário, desenvolvido em conjunto pela Universidade Portucalense e a State University of New York, Potsdam, nos Estados Unidos da América.

O objetivo do projeto é envolver os participantes em torno de um debate sobre os desafios que o sector vinícola enfrenta, saber até que ponto o setor conhece o problema e está sensibilizado para encontrar soluções.

A investigação desenvolvida tem sido dirigida a este levantamento de impactos que as mudanças climáticas provocam já na produção e no turismo do vinho, em particular nas técnicas mais artesanais e tradicionais.

Os resultados apontam desde já para notórios impactos em várias dimensões: grau do vinho, açucares, problemas de água, problemas com efeitos solares ou mudanças na condução da vinha, em particular dos métodos mais tradicionais e artesanais.

Os resultados da investigação serão utilizados para apontar de forma clara, objetiva e estratégica os impactos sentidos e categorizar esses impactos por região. Neste momento está-se a realizar o levantamento na região do vinho do Porto e Douro e na região do vinho verde.

Outra das conclusões a que se está a chegar, prende-se com o desaparecimento das técnicas de condução antigas como as ramadas, latadas ou vinhas de enforcado que para os turistas têm o maior interesse pela sua tipicidade e unicidade no Mundo, ou seja, são técnicas únicas, muito particulares e que são objeto de admiração por parte de quem nos visita, mas, que infelizmente desaparecem por falta de valorização destas vinhas velhas.

O que se propõe desde já, será o pensar em propostas efetivas e economicamente sustentáveis para manter e salvaguardar este património rico, único, que muito caracteriza as nossas regiões vínicas e que pode trazer uma grande mais valia para a atratividade turística em áreas rurais.

No seminário “Wine Culture and Climate Change” detaca-se a conferência de abertura “Climate and the real economic change” que será presidida, por Gregory Gardner da State, Professor da University of New York, Potsdam, EUA que fará também uma apresentação do projeto em curso.

Segue-se um debate moderado por Isabel Vaz de Freitas, Diretora de Departamento de Turismo, Património e Cultura. O encontro contará com a presença de João Gama Amaral, Gerente da Bosque, Inovação e Desenvolvimento Florestal, de Renato Cunha, docente da UPT e Chef do Restaurante Ferrugem, e ainda de Vítor Mendes, Sales and Export Manager da Lima Smith. A coordenação do evento está a cargo de Fátima Matos Silva, docente e investigadora da Universidade Portucalense.

A UPT comemora desta forma o Dia Mundial do Turismo e associa-se também às Jornadas Europeias do Património 2019.

Advertisements
%d bloggers like this: