Lançamentos vinhos

Douro de gema e blockbuster de 2018 chegam ao mercado

Depois de lançar os ‘Lavradores de Feitoria’ branco e rosé de 2018, é a vez da duriense Lavradores de Feitoria estrear esta mesma colheita, mas agora no par de brancos da sua marca bandeira: Três Bagos. Chegam assim ao mercado nacional, de Norte a Sul e Ilhas, o ‘Três Bagos Reserva branco 2018’ e o ‘Três Bagos Sauvignon Blanc 2018’. Se de pessoas falássemos, diríamos que estamos perante um duriense nativo e um outsider perfeitamente adaptado ao terroir da região, respectivamente. Ambos bon vivants e, por isso, disponíveis também em garrafas de litro meio, ideais para momentos de partilha entre amigos e família. A época a isso convida.

Três Bagos Reserva branco 2018 • DOC Douro • PVP: €7,40 • Álc.: 13,0% • Acidez Total: 5,50 g//l • pH: 3,46

Sendo um “Douro de gema”, o ‘Três Bagos branco’ é um vinho de lote, feito das castas brancas mais típicas da região, o Viosinho, o Gouveio e o Rabigato. Com algum tempo de estágio em barricas de carvalho francês, na ordem dos 20% durante cinco a seis meses, a equipa de enologia da Lavradores de Feitoria, liderada por Paulo Ruão, desenhou um vinho com aromas frutados, mas com frescura e estrutura que lhe garantam um bom potencial de evolução. Um branco que, na colheita de 2018, é amarelo citrino brilhante na cor e, no nariz, exalta aromas de fruta fresca, com presença de pêra e melão balanceada com notas de citrinos. Na boca, a entrada é fresca, plena de fruta e mineralidade. Um branco complexo, saboroso e com acidez equilibrada. Apresenta um final longo e muito fino. Estreou-se em 2004 e, desde então, teve sempre luz verde. Nesta mais recente colheita, de 2018, passa a ter o designativo Reserva no rótulo.

Três Bagos Sauvignon Blanc branco 2018 • Vinho Regional Duriense • PVP: €9,70 • Álc.: 13,0% • Acidez Total: 5,60 g//l • pH: 3,43

Embora de origem estrangeira, o Sauvignon Blanc, a casta que dá vida ao monovarietal Três Bagos, está perfeitamente adaptada ao terroir do Douro, tratando-se ambos “por tu”. Uma casta eleita por ser autora de vinhos frescos e elegantes, perfil que a Lavradores de Feitoria elege. A vinificação, primeiro, e o estágio de quatro a cinco meses, de seguida, ocorrem numa razão de 80 para 20% em inox e barricas de carvalho francês novas, respectivamente. A tonalidade viva a limão impera no ‘Três Bagos Sauvignon Blanc 2018’, um branco muito aromático, com manifesta presença de fruta tropical bem madura, a contrastar com fruta mais fresca, como o ananás e o melão, e com notas vegetais a lembrar espargos. Com entrada fresca, revela-se muito frutado e equilibrado na boca. Apresenta uma boa acidez, suportada por sabores a fruta madura, e notas tropicais que lhe conferem equilíbrio. O final de boca é longo e persistente. Um “blockbuster” no portefólio da Lavradores de Feitoria. 

Advertisements