Público escolhe finalistas da “Delícia do Porto”

Até dia 20 de junho os portugueses em geral e os portuenses em particular são convidados a votar, através da APP ‘Delícia do Porto’, num dos quatro doces apurados para a Grande Final do Concurso “Delícia do Porto”, uma iniciativa que pretende criar a doçaria identitária da região do Porto.

A Doceira Gabriela Ribeiro, do Porto, Rui Pereira do ‘Forninho da Granja’, da Maia, Joana Sousa mentora do projeto ‘The Pastry Lab’, do Porto, e o Chef Sandro Silva da ‘Natas D’Ouro’, de Vila Nova de Gaia, são os autores das delícias que marcarão presença na Grande Final que se irá realizar na Alfândega do Porto, a partir das 15 horas.

Esta eliminatória teve a particularidade de já contar com a participação do público, que pôde votar através da aplicação móvel ‘Delícia do Porto’, desenvolvida especificamente para o concurso. Rui Pereira foi o candidato que mais votos do público recebeu (2031 votos), mas a sua votação global de 19,93% nesta eliminatória foi insuficiente para bater Gabriela Ribeiro, a vencedora na votação global, com 20,57% dos votos recolhidos até às 18 horas do dia 10 de junho. Numa eliminatória muito renhida, Sandro Silva obteve 1877 votos do público (19,67 na votação global) e Joana Sousa chegou aos 1650 (14,13%).

Os quatro finalistas foram eleitos na última eliminatória do concurso, realizada no Dia de Portugal, na Escola Superior de Hotelaria e Turismo, do Instituto Politécnico do Porto, sediada em Vila do Conde. “Foi uma eliminatória muito exigente, com a supervisão dos chefs Hélio Loureiro e Ljubomir Stanisic”, explica Olga Domingues, da organização. A responsável salienta que “foi muito interessante acompanhar a produção das especialidades e ver como os chefs foram aconselhando os candidatos a introduzir algumas melhorias nas propostas apresentadas”.

O júri desta eliminatória foi composto pelo Chef Ljubomir Stanisic, pelo Chef Hélio Loureiro, por Ana Soeiro E LUIS MAIA da Qualifica / oriGIn Portugal, por Jorge Braga, da Direcção da AIPAN, por Flávio Ferreira, presidente da Escola Superior de Hotelaria e Turismo, bem como especialistas dessa instituição, elementos da Confraria dos Velhotes e da Real Confraria Gastronómica das Cebolas, e um elemento da organização do concurso.

“Nos dias 17 e 18 de junho vai ser possível conhecer as quatro propostas finalistas, com duas provas públicas que se realizam no Cais de Gaia e na estação do Metro da Trindade, no Porto”, conta Olga Domingues. A votação do público, recorde-se, terá um peso de 30% na votação final que elegerá o vencedor.

A “Delícia do Porto”

A Grande Final está marcada para 20 de junho e irá realizar-se na Alfândega do Porto. Para além de um prémio monetário no valor de 10 mil euros, o grande vencedor irá também ostentar o estatuto de ser o criador da “Delícia do Porto”, e assim ficar na história da gastronomia nacional.

“Depois de eleita, a “Delícia do Porto” pode ser produzida por várias pastelarias e estará disponível no comércio tradicional, na hotelaria, nas caves, nos cruzeiros do Douro, e um pouco por todo o distrito”, salienta Olga Domingues.

Lezíria das Delícias é a empresa organizadora deste concurso que promete marcar a doçaria portuense. A responsável, Olga Domingues, salienta que “a receita será depois partilhada por todos dado que este evento pretende também ser um projeto de cariz colectivo, fruto dos novos conceitos de gestão na era global – Pelo Porto e Para o Porto”.

Advertisements

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.