colheitas Lançamentos mercado

Novas colheitas Herdade São Miguel chegam ao mercado

Já se encontram disponíveis no mercado novas colheitas dos vinhos de quinta da Casa Relvas, produzidos exclusivamente a partir de uvas da Herdade de São Miguel. Os vinhos Herdade São Miguel Colheita Selecionada 2018 BrancoHerdade São Miguel Colheita Selecionada 2018 Rosé, e o monocasta Herdade São Miguel Sauvignon Blanc 2018 são o resultado de um ano invulgar.

No Alentejo – e nesta herdade de vinhas plantadas em solos franco-argilosos derivados de xisto e rodeados de uma floresta de sobreiros -, o inverno foi muito seco e pouco frio, seguido de uma primavera amena e muito chuvosa, com uma pressão muito incomum de míldio. No verão, as temperaturas foram mais baixas que a média dos últimos anos, e a maturação acabou por acontecer mais tarde que o habitual. Fruto destas condições atípicas são vinhos muito frescos e aromáticos.

Assim, a Casa Relvas apresenta um Herdade São Miguel Colheita Selecionada 2018 Branco de aroma complexo a frutos tropicais e flores brancas com notas de manteiga e coco, e com um paladar fresco, de fina acidez e corpo acentuado. Composto pelas castas Antão Vaz, Verdelho, Viognier, é um vinho bastante mineral e harmonioso, com um final longo. Já o Herdade São Miguel Colheita Selecionada 2018 Rosé, também fresco e mineral, e de paladar intenso e envolvente, apresenta um aroma de frutos tropicais e frutos vermelhos, que lhe é conferido pelas castas Aragonez, Syrah, Touriga Nacional. Também disponível no mercado está o monocasta Herdade São Miguel Sauvignon Blanc 2018, que apresentando também um paladar de ataque fresco e fina acidez, é um vinho mineral e harmoniso, de final longo, que se caracteriza por um aroma complexo de frutos tropicais, erva e espargos verdes.

E como afirma alexandre Relvas, “A vindima de 2018, a mais longa de que me lembro, foi sem dívida a melhor vindima de brancos e rosés na Casa Relvas. Não só pelo ano em si mas também pelo trabalho nos solos e nas vinhas que se tem vindo a desenvolver nos últimos anos. Os vinhos brancos e rosés de 2018 são vinhos com bastante intensidade aromática, muita frescura e estou certo que irão ganhar muita complexidade com o tempo.”

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.