carta Gastronomia restaurante

VESTIGIUS apresenta nova carta de sabores do mar

dscf6154

De portas abertas para o rio, no Cais do Sodré desde 2013, o Vestigius é muito mais que um restaurante. É um espaço onde a cultura e a gastronomia convivem e partilham bons momentos, sempre na companhia de bons vinhos e cocktails. Localizado junto à estação fluvial, o armazém onde hoje se encontra esteve abandonado durante vários anos até ter sido descoberto e recuperado pelos proprietários, Esmeralda Fetahu e João Fernandes.

dscf5072

Nasceu como um ponto de encontro para os amantes do vinho, com apenas alguns petiscos mas, com o tempo, a evolução foi inevitável. Hoje, o Vestigius é um restaurante e bar que para além dos vinhos, cocktails, tapas e petiscos, oferece duas cartas, de almoço e de jantar, em perfeita harmonia com a localização, que representa um dos grandes fatores de diferenciação deste projeto.

Totalmente debruçado sobre o Tejo, sítio onde outrora pescadores e transportadores forneciam toda a Lisboa e arredores com melhor que o oceano oferecia, o Vestigius procura respeitar a tradição e privilegiar a arte da hospitalidade.

dscf5382

De entrada, cá fora, a esplanada e a zona lounge, no piso térreo, e a varanda, no piso superior, com 50 lugares cada, convidam a parar, sentar e apreciar a vista sobre o Tejo. Durante o verão as esplanadas tornam-se quase praias fluviais onde a luz do sol inunda os dias. No inverno, transformam-se no palco ideal, aquecido por uma lareira que brilha ao ritmo de confortáveis cadeiras de baloiço suspensas, acompanhadas de aconchegantes mantas, que confortam até a alma. Tudo isto emoldurado pelo nosso Tejo.

Lá dentro, o espaço conquista pela diversidade da decoração original e criativa, na qual se podem encontrar vestígios de objetos encontrados no armazém, e que fazem parte da relação, e da história, deste espaço com o rio. Os detalhes entrelaçam-se harmoniosamente, como as árvores que nascem na sala, os cristais que ‘chovem’ do teto, e os cabos, que um dia puxaram os grandes navios, que hoje estão transformados numa peça de autor que se impõe logo na entrada, quase como uma medusa saída do teto. O espaço é premiado pela história que compõe a vida deste antigo armazém de sal, que foi criteriosamente remodelado de forma a ganhar uma nova vida, respeitando as suas origens, pelo que até os tijolos originais foram cuidadosamente recuperados.

dscf3078

Toda a decoração, todos os detalhes que se podem descobrir ao longo de toda esta galeria de arte e factos, é da responsabilidade de Esmeralda, e foi essencialmente feita a partir de mobiliário antigo restaurado e da transformação de peças encontradas. Paredes e tetos suportam o conceito, mas também obras de arte e prateleiras suspensas que albergam uma biblioteca de livros antigos.

dscf3175

Pelo seu enquadramento, o Vestigius permite acolher uma enorme diversidade de acontecimentos sociais, culturais e empresariais, desde exposições, concertos, tertúlias, palestras e workshops, a eventos privados, corporativos ou particulares, sempre à medida das necessidades do cliente. Espaço perfeito para jantares de grupo e eventos empresariais, o Vestigius foi identificado desde o primeiro dia como um local de referência para dias especiais.

Visita feita, chega a hora de saborear. Da oferta de tapas e petiscos, às cartas de almoço e jantar, as novidades são muitas e as opções adequadas às várias horas do dia e a diferentes apetites.

dscf3191

Para ‘picar’ e desfrutar a qualquer hora do dia, o ‘Menu Tapas’, que inclui Pica-Pau da Vazia e Polvo à Vinagrete, entre outras iguarias, é uma boa opção para duas pessoas, mas acabou também de nascer o ‘Crunch’, um menu que das 16h30 às 19h00 apresenta várias sugestões crunchy que fazem as delícias de quem àquela hora para e relaxa ali junto ao rio. Mas a proposta gastronómica do Vestigius vem essencialmente do mar, o que junto ao rio faz todo o sentido.

E assim ‘mergulhamos’ nas grandes novidades, as generosas Caçarolas de peixe e marisco para partilhar, como a Caçarola Coccote de la Mer, com um molho à base de natas, alho francês e anis estrelado, a Caçarola Brodetto di Mare, com molho à base de tomate, cenoura, aipo e alho, a mais clássica, a Caçarola Bulhão Pato, com molho à base de vinho branco, alho e coentros, e o Caril de Peixe na Caçarola, com sabores intensos do oriente. Nos pratos principais, entre as novidades, destacam-se ainda os Carabineiros à Royal e o Camarão Tigre Grelhado.

dscf5340

Mas não deixe de passar pela(s) entrada(s) e conhecer o Camarão Croustillant, o Lingueirão com molho de Escabeche, o Polvo à Vinagrete, as Amêijoas à Bulhão Pato ou a Punheta de Bacalhau, algumas das novidades sugeridas para início de refeição. Para acabar, perdoe-se e entregue-se ao Pecado da Gula, uma nova sobremesa que reúne várias texturas e sabores numa composição artística que combina com todo o ambiente que ali se vive.

Mas à hora de almoço existem também opções mais leves como saladas e sanduíches. E a inovação e renovação da oferta são a constante que permite manter vivo um conceito que nos faz navegar por sabores tão frescos como os da nossa costa.

Para acompanhar qualquer que seja a escolha feita, o Vestigius dispõe de uma generosa carta de vinhos, que privilegia os de origem nacional. A carta reúne cerca de 200 vinhos, entre tintos, brancos, rosés, espumantes e colheitas tardias, e cerca de 30 referências disponíveis para consumo a copo.

Dispõe ainda de uma carta da garrafeira na cave, um espaço intimista, outrora recheado de sal, que conserva as paredes em pedra tosca, e é iluminado por velas, acessível através de um alçapão, e onde se fazem provas de vinhos para grupos até 10 pessoas, outra das versatilidades deste espaço.

Na totalidade, o espaço interior possui 40 lugares sentados no piso inferior e 90 no primeiro andar, que se juntam aos 46 da esplanada do mesmo andar, e aos cerca de 50 da esplanada e zona lounge do piso de entrada. Mas, para eventos em regime volante a capacidade permite chegar às 300 pessoas.

Todos os pedidos de eventos e jantares de grupo são geridos pela área dos eventos, que conta com um tempo de resposta nunca superior a 24 horas.

Nestes cinco anos de existência, o crescimento tem sido notório e os proprietários já estão a preparar o futuro. A nível internacional, o crescimento passará pela abertura do Vestigius na Ilha de Luanda, a meio do próximo ano, que terá uma forte ligação com as tradições culturais angolanas.

No panorama gastronómico mas também cultural, o Vestigius distingue-se não só pelo seu ecletismo, mas também por trabalhar a história e os produtos da zona em que está inserido, sendo que a proximidade com o litoral é, e será sempre, o ponto de partida para a escolha da sua localização. “A escolha do nome vem precisamente do mar, dos descobrimentos, e dos vestígios aqui encontradas quando cá chegámos. É como uma onda que, por onde passa, revela um tesouro. Os nossos espaços revelarão sempre o contacto com a história do país onde se inserirem”, refere Esmeralda Fetahu.

Para visitar o Vestigius, localizado entre a estação de barcos do Cais de Sodré e a estação dos comboios, as reservas podem ser efetuadas via Zomato, telefone, Whatsapp ou por e-mail e, para a comodidade daqueles que optem por ir em transporte próprio, o Vestigius oferece estacionamento gratuito a partir das 17h30 no parque da Transtejo, além de existirem outras opções de estacionamento.

Advertisements

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.