Série documental ‘Taste of Italy’

15OscarFarinetti.jpg

No dia 10 de novembro, o chef Tanka Sapkota foi investido, em Alba, Itália, com o grau de “Cavaleiro das Trufas de Alba e dos Vinhos da Região de Alba”, uma distinção que coube a vinte pessoas no mundo inteiro – e que em Portugal apenas lhe pertence. Atrás dele, a registar o seu nervosismo, estavam o realizador Tiago P. De Carvalho e o produtor Duarte Neves, que durante três semanas o acompanharam naquele país a gravar o documentário “Taste of Italy”, que estará disponível para transmissão televisiva no verão de 2019.

02Eataly.jpg

A série documental ilustra a viagem de Tanka Sapkota por Itália, país onde estudou, entre 2008 e 2009, na Escola Gambero Rosso, em Roma. Ali, o chef nepalês partiu “em busca dos segredos tradicionais italianos”. Com a ajuda preciosa de um grupo de pesquisa de jornalistas gastronómicos em Itália, do qual se destaca Federico Viola, director da Wine Italia e colunista no “La Repubblica”, Tanka Sapkota vai revelar segredos escondidos em várias zonas do país.

18cacadordetrufas.jpg

Enquanto chef especializado em gastronomia italiana, é para mim um prazer redobrado dar a conhecer ingredientes e receitas que são autênticos tesouros e que existem por toda a Itália, e ser um embaixador de outros produtos de excelência para lá da trufa branca de Alba”, considera Tanka Sapkota.

05Nona.jpg

No primeiro episódio, que já foi rodado no Piemonte, descobrem-se ingredientes ímpares como a trufa branca de Alba, ou pratos como o refogado de coelho. Nas filmagens seguintes, em Nápoles, provar-se-á a salada de vísceras de porco, e revelam-se receitas como a “fonduta”, um prato que é uma autêntica explosão de sabores com vários queijos, ou o “plin”, um ravioli feito com massa fresca e recheio de carne, que é beliscado nas extremidades – o que lhe dá o nome. A mesma receita tradicional é filmada no interior de uma casa numa aldeia remota, pelas mãos de uma aldeã italiana – ou no restaurante do chef estrelado Ugo Alciati.

Ao longo de toda a série, Tanka Sapkota faz uma imersão no país real, aprende e cozinha com os locais, emociona-se e alegra-se com o que vai aprendendo. E fala em italiano, o tempo todo. O mais surpreendente do documentário é talvez o oscilar entre o restaurante 3 Estrelas Michelin como o do chef Enrico Crippa e a descoberta das raízes e dos segredos tradicionais, em casa das “veras nonnas italianas”. Isto acompanhado por belíssimas imagens de paisagens, e a sensação de estar a seguir a aventura de um chef que se transforma em criança perante a alegria da descoberta. Porque a sede de aprender nunca se esgota, o chef Tanka – que foi considerado “Empreendedor do Ano 2016” pela AHRESP – aproveitará estas novas aprendizagens para servir ainda melhor os seus clientes nos seus espaços gastronómicos em Portugal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s