Quinta de Lemos apresentou as novas colheitas

A adega da Quinta de Lemos foi pequena para receber a homenagem que ali se realizou na sexta-feira a várias personalidades relevantes da região de Viseu, no mesmo dia em que se deram a provar as novas colheitas desta quinta do Dão. Foram apresentadas as Colheitas de 2013, o Dona Paulette 2016, e o Nélita 2016, perante a presença e o comentário do enólogo da casa, Hugo Chaves.

A cidade de Viseu também esteve em grande destaque, com a nomeação de várias personalidades da região a serem homenageadas como “Embaixador da Quinta de Lemos”. António Lopes Pires, referência da cultura etnográfica do nosso país, assim como Fátima Eusébio, responsável pelo Departamento de Bens Culturais da Diocese de Viseu, foram distinguidos por esta quinta produtora de vinhos, fundada por um orgulhoso Viseense, Celso de Lemos.

“Para nós, é um orgulho reconhecermos algumas figuras ilustres da zona de Viseu. Enquanto projecto ancorado na região, que quer contribuir para o seu reconhecimento no país, a Quinta de Lemos sente-se muito satisfeita de nomear como seus Embaixadores personalidades que trabalham para afirmar a excelência, como nós”, defende Celso de Lemos, proprietário e fundador da Quinta de Lemos.

A oferta gastronómica do evento esteve a cargo do chef do Mesa de Lemos, Diogo Rocha.

 

Sobre os vinhos Quinta de Lemos:

Os vinhos Quinta de Lemos reflectem as características do Dão elevadas ao seu expoente máximo. Símbolo da nova geração de produtores desta região, apresenta vinhos aspiracionais que começaram com o sonho de Celso de Lemos de criar um vinho excepcional, em meados da década de 1990, quando adquiriu a quinta.

Desde que o primeiro vinho foi lançado no mercado em 2010, a qualidade dos vinhos Quinta de Lemos tem sido alvo das principais distinções a nível nacional e internacional. Robert Parker, o crítico da área mais reconhecido internacionalmente, pontuou dois vinhos da colheita de 2011 da Quinta de Lemos, o Dona Georgina e o Touriga Nacional, com 94 pontos, feito que poucos produtores no mundo se podem orgulhar. Por outro lado, a Quinta de Lemos é um dos únicos produtores que todos os anos cria vinhos monovarietais, que exibem as características individuais de quatro castas autóctones da região (Alfrocheiro, Jaen, Touriga Nacional e Tinta Roriz), trabalhando-as de forma especial. Apenas 25% das uvas retiradas das vinhas são utilizadas para a produção de todos os vinhos, que respeitam os padrões de alta qualidade requeridos pela família de Lemos. Além dos vinhos monocasta, a marca produz todos os anos blends, elaborados a partir de castas autóctones da região, que homenageiam as figuras femininas da família (Dona Georgina, Dona Santana, Dona Louise, Dona Paulette, Geraldine e Nélita).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s