Porto recebe novo conceito de alojamento e entretenimento

©João Tuna - ZERO Porto Box Lodge - 01 Fachada

ZERO é um novo formato de alojamento que apresenta uma forma revolucionária de viver o turismo e as cidades que o recebem. O novo projeto multifacetado do Porto é um espaço de arte, alojamento, restaurante, clube, terraço e até livraria – no Porto e para o Porto.

©João Tuna - ZERO Porto Box Lodge - Interior 01

No coração da cidade, entre as emblemáticas Rua de Santa Catarina, Rua Passos Manuel, Rua Sá da Bandeira, e a um passo do Mercado do Bolhão, o ZERO promete ter o Porto como palco principal dos intervenientes que fazem deste um espaço de visita turística e artística fora do comum.

©João Tuna - ZERO Porto Box Lodge 02

“Not your regular hotel”, ou seja, um Box Lodge onde os quartos são caixas sem janela, pensadas para o hóspede descansar independentemente da hora do dia ou condições exteriores, e viver a sua estadia na cidade que o recebe e nos restantes espaços do edifício.

©João Tuna - ZERO Porto Box Lodge 05

Se o descanso for feito fora de horas, no quinto piso do ZERO Porto encontramos o City Club, uma sala de estar onde é possível tomar o pequeno almoço até às sete da tarde, ao som de uma jukebox recheada exclusivamente de discos de artistas e bandas com pronúncia do Norte. No mesmo espaço existe uma sala de cinema, um terraço com dois tanques de submersão e outras surpresas.

©João Tuna - ZERO Porto Box Lodge - Interior Bookstop

O restaurante O Carniceiro, a nova criação do Chef Hugo Dias de Castro, apresenta sugestões de sabores bem portugueses revisitados pelo toque contemporâneo; o Big Bad Bank Bar foi pensado por João Silva, autor de cocktails especiais como o Reward, Lucky Break e Go Big or Go Home, nomes inspirados no cofre transformado em bar que os recebe; a Bookstop é uma estante homenagem onde cabem obras de Gonçalo M. Tavares em mais de 30 línguas publicadas em 52 países; e o Free Room, literalmente um quarto sem preço que pode ser ocupado por quem apresentar propostas artíticas das mais diversas áreas de utilização do espaço. E por quem não se importar de ser observado uma vez que é uma réplica de uma box ZERO em vidro.

A traça original do edifício onde outrora circularam os trabalhadores da Fábrica de Camisaria Confiança mantém-se. Tudo o resto foi repensado e adaptado, dos corredores principais ao cofre que se mantém no piso térreo, e que voltou a ser recheado com milhões de notas ZERO, num imaginário que remete para as igrejas portuenses.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s