Alentejo negócios

Sogrape reforça presença no Alentejo

Respondendo à ambição de conquistar uma posição cada vez mais relevante no Alentejo, a Sogrape anuncia a aquisição da Quinta do Centro, uma propriedade na sub-região de Portalegre, cujos 13 hectares de vinha plantada prometem dar origem a grandes .
A ambição é produzir vinhos de grande qualidade que expressem o terroir único da Serra de São Mamede. Vinhas Velhas e plantadas em encostas de altitude dão o mote à entrada da Sogrape em Portalegre.
Nesta região de reconhecida qualidade e diferenciação comprovada, a Sogrape acaba de adquirir a Richard Mayson, jornalista de vinhos britânico, uma das mais conceituadas propriedades da área. Localizada na “meia-encosta”, entre os 500-600 metros de altitude, a Quinta do Centro tem 21 hectares de área total, estando 10,5 ocupados por vinha plantada nos últimos 20 anos e 2,5 por vinha velha, com cerca de 70 anos de idade. Trincadeira, Aragonez, Alicante Bouschet, Grand Noir, Syrah, Viognier, Touriga Nacional e Cabernet Sauvignon constituem o encepamento atual.
Incluídos igualmente no negócio estão uma com capacidade de vinificação de 100.000 quilos e um armazém subterrâneo, com capacidade de envelhecimento de 18.000 litros em barrica.
À equipa de enologia da Sogrape cabe agora explorar as oportunidades desta sub-região que se revela cada vez mais atrativa ao consumidor português e internacional, e desta forma complementar o portefólio de vinhos da empresa produzidos no Alentejo, fortalecendo as suas credenciais enquanto Produtor de referência.
LEIA TAMBÉM:  Herdade do Rocim lança Espumante Brut Nature Rosé 2019